Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Heloisa Tolipan

www.heloisatolipan.com.br

Abram alas que eles vão passar: um tributo aos blocos de rua do Rio!

Com Iemanjá a abençoar, o Carnaval popular pede passagem e a coluna presta sua devida homenagem

Por Pedro Willmersdorf

Confira também o nosso blog.

Durante tantos meses, tantos dias, tantas manhãs, ele acorda sempre o mesmo: advogado, médico, professor, engenheiro ou qualquer função que o mundo real lhe ensinou a buscar. Chega fevereiro, e com este mês diferente, mais enxuto (e também mais quente), chega também a aura encantada da fantasia. O advogado vira pirata. O médico vira cigano. O professor vira homem das cavernas. O engenheiro vira palhaço. Enfim, o homem vira folião. Acorda cedo por outros motivos: para ser irrepreensivelmente feliz.

Pelas ruas, encontra outros seres encantados de momento, como fadas anônimas, baianas malemolentes, odaliscas dos sonhos. Ao fundo, um som que contagia: tamborins, surdos e chocalhos anunciam que o bloco, minha gente, vai passar.

Hoje (2), por exemplo, essa trupe de personagens mágicos encontra uma convidada especial: Iemanjá, que em seu dia, vai jogar confete e serpentina no Simpatia É Quase Amor, que, em 2013, homenageia a rainha do mar. O bloco vai oferecer flores e pedidos entregues pelos foliões em um barco de 50 centímetros de altura, que será levado ao mar no fim do desfile por dois surfistas no trecho entre as ruas Aníbal de Mendonça e Henrique Dumont, em Ipanema. O desfile vai contar ainda com um abre alas formado por 24 yaôs (filhas de santo), que estarão vestidas de branco e benzerão os foliões com água de cheiro.

E assim, com esta pequena reunião de ciganos, piratas e afins ao lado da mais nobre figura dos mares, se inicia a jornada destes arrastões de alegria pelas ruas da cidade. Virão sovacos profanos, o encontro entre o firmamento e a terra em Santa Teresa, bolas pretas a ecoar. O Carnaval de rua do Rio já começou. É hora de deixar a gravata na gaveta e tirar a euforia do armário. 

Confira o vídeo editado por Vinícius Pereira com o material histórico do CPDoc JB. Evoé!

colunaheloisatolipan@gmail.com

Tags: folião, heloisa tolipan, iemanjá, ipanema, santa teresa, simpatia é quase amor

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.