Jornal do Brasil

Segunda-feira, 25 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Heloisa Tolipan

www.heloisatolipan.com.br

Heloisa Tolipan

Heloisa Tolipan

Quase tudo 

A exposição Pretty much everything, da dupla de fotógrafos holandeses Inez Van Lamsweerde e Vinoodh Matadin, marca o lançamento do Clube SPFW, hoje, às 19h30, no lounge do Clube SPFW, no Pavilhão da Bienal, no Parque do Ibirapuera. Paulo Borges e  os fotógrafos receberão os convidados. A exposição, inédita no Brasil, terá 286 fotos de trabalhos incríveis que a dupla fez  em seus 25 anos de carreira,  para Yves Saint Laurent, Dior, Balenciaga, Gucci, Chanel, entre diversas marcas.

Freak

A Lanvin é uma grife que adora causar e não seria diferente na sua nova campanha. Nas fotos feitas por Steve Meisel para a coleção de Primavera/Verão 2011, as modelos Iselin Steiro e Kinga Rajzac aparecem se engalfinhando. Isso mesmo! Elas se arrastam pelo chão, gritam e jogam o cabelo uma na outra. Além das fotos, foi feito um vídeo da campanha que mostra um pouco mais dos cliques. E tudo isso ao som de Super freak, de Rick James: melhor escolha, impossível!

O surrealismo saiu das telas de Luis Buñuel e invadiu a mente ultracriativa de Alexandre Herchcovitch. O resultado pode ser delicadamente apreciado nos dois curtas de sua coleção Inverno 2011: Insânia, protagonizado por Luciana Curtis, e Tóxico, estrelado por Rodrigo Bellotto, foram dirigidos por Christiano Metri, e, em preto e branco, são recheados de suspense. Confira as duas preciosidades enquanto espera a coleção de Verão de Alê, vindo por aí nessa SPFW.

Circo cubano

No roteiro carnavalesco, nada de maratona de blocos pela Zona Sul do Rio ou uma semana com o pé acolhido por enormes jacas em Salvador, Rony Meisler, estilista da Reserva, quis mesmo ir a Cuba durante a folia de Momo de 2010. Do país comunista, trouxe experiências únicas e inspiração de sobra para a coleção que será apresentada hoje na passarela da São Paulo Fashion Week, sob o tema Cubalibre. Você também deu uma risadinha ao ler o nome da coleção, né? Pois a irreverência inerente à marca do pica-pau não se transformou em caricaturas de Fidel Castro. O toque divertido fica por conta de outro ditador... “Quisemos brincar com as diferenças nessa coleção, logo elas que são tão gritantes em Cuba. Tudo é baseado em um grande paradoxo entre a sátira a um regime ditatorial, obviamente decadente, e a alegria gigantesca do povo cubano. Encontramos uma figura que traduz muito bem esse contexto, o Chaplin, no filme O grande ditador, de 1940”, explicou Rony que, para deixar a brincadeira de contrastes mais divertida, adicionou referências circenses à proposta. “O circo tem muito desses contrastes, né? Enquanto no picadeiro há um mundo lúdico, vendido como maravilhoso, quando você vai entrando nos bastidores percebe a decadência e a falta de estrutura do espetáculo. Os próprios palhaços são tristes e felizes ao mesmo tempo”. Mas, peraí, nós já não vimos essa história de decadência há alguns meses? “Não posso dizer que não faz sentido esse link entre a coleção de Inverno (cujo tema era Decadance avec elegance) e esta de Verão, mas a diferença é que lá estávamos falando sobre a decadência da América. Aqui é outro sistema político, mas acaba sendo super parecido. Outro dia me disseram que os EUA eram o país mais comunista do mundo porque um gari pode comer no mesmo restaurante que um magnata tranquilamente”. Tão iguais e tão diferentes que só nos deixam mais curiosos e com vontade de brindar o resultado dessa mistura com mucha cubalibre!



Tags: alexandre herchcovitch, inez van lamsweerde, lanvin

Compartilhe: