Jornal do Brasil

Quarta-feira, 18 de Julho de 2018 Fundado em 1891
Futebol & Cia.

Futebol & Cia.

Renato Mauricio Prado


Super sábado

Jornal do Brasil

Aberta a temporada de grandes jogos da Copa da Rússia. As oitavas de final, que serão disputadas, hoje, reúnem quatro candidatos reais ao título: Uruguai x Portugal e França x Argentina. Considero uruguaios e franceses ligeiramente favoritos, mas admito que tudo pode acontecer. E, cá entre nós, seria sensacional ver Messi contra Cristiano Ronaldo, numa das quartas de final.

A má notícia é que o ganhador ficará no caminho do Brasil, caso a seleção passe pelo México e pela Bélgica (por favor, me poupem da remotíssima possibilidade de classificação do Japão). A boa é que, neste caso, nos livraremos da França, algoz dos brasileiros nas três últimas vezes que as duas seleções se encontraram em Mundiais (86, 98 e 2006).

Bélgica, França e Brasil são as três equipes mais técnicas do lado de cá da chave. Do lado de lá, Espanha, Croácia e Inglaterra podem ser consideradas dessa turma. E nessa fase de mata-mata, em que os duelos tendem a ser menos retrancados do que os da primeira fase, o brilho individual pode acabar desequilibrando e aí quem tem craques do calibre de Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo pode levar vantagem.

Da turma da baba, restou apenas o Japão da vergonhosa classificação na base do fair  play. Não vai durar muito. Levará uma bela traulitada dos belgas. Há ainda uma bancada “meia-boca” (México, Suíça, Suécia, Dinamarca, Rússia e a própria Colômbia, sem James Rodriguez) que não deve ir longe. De qualquer forma, o Mundial pega fogo a partir de agora.

O craque da Copa

Quem será eleito o melhor jogador deste Mundial? Cristiano Ronaldo começou com a corda toda, mas depois de perder um pênalti contra o Irã, seu ímpeto arrefeceu um pouco. Já Lionel Messi iniciou a Copa de discretamente, mas na última rodada fez um golaço e tem, logo mais, contra a França, uma oportunidade de ouro para ser decisivo diante de um adversário dos mais qualificados – e isso conta, muito. Neymar, por sua vez, começou mal, marcou apenas um gol, mas já mostrou evolução na terceira rodada, diante da Sérvia. O México é um bom adversário para deslanchar de vez.

Bem menos badalados, outros craques surgem como fortes candidatos: Modric, da Croácia, é o maior destaque. Está gastando a bola. Mas também estão no páreo os belgas De Bruyne, Hazard e Lukaku, além do inglês Harry Kane, no momento, o artilheiro da competição. Isso sem falar nos talentosos franceses Mbappé, Pogba e Griezmann. Façam suas apostas.



Tags: argentina, bélgica, copa do mundo, frança, futebol, renato maurício prado, seleção

Compartilhe: