Jornal do Brasil

Quarta-feira, 18 de Julho de 2018 Fundado em 1891
Futebol & Cia.

Futebol & Cia.

Renato Mauricio Prado


Não inventa, Tite!

Jornal do Brasil

Sochi - Ninguém sabe exatamente qual será a escalação do Brasil contra a Sérvia. A maioria dos jornalistas que está na Rússia, aposta que Tite ainda manterá a formação inicial dos dois primeiros jogos, com Willian na direita, Gabriel Jesus no comando do ataque e Paulinho no meio-campo – eles são os três titulares mais contestados e é em cima deles que são feitas algumas das especulações de possíveis alterações.

Mudanças que, com a contusão de Douglas Costa, já não são tão óbvias e unânimes. Ouvi, por exemplo, uma possibilidade que me deu até um frio na espinha. A informação foi dada pelo ótimo repórter Fernando Caetano, do Fox Sports. Segundo ele, uma das mexidas que o técnico da seleção brasileira estuda é a saída de Gabriel Jesus para a entrada de ... Firmino? Não! Fernandinho!!!

Que Tite adora o volante do Manchester City todos sabemos. Foi a muito custo que ele o tirou do time, para efetivar os quatro atacantes juntos. Mas promover a sua volta no lugar do centroavante? Espero que não passe de uma das muitas conjecturas dos jornalistas.

Fala-se também de Renato Augusto e até de Fred, que estava machucado. Aliás, esse tema de contusões ainda vai dar muito pano pra manga. O próprio Renato já disse que seu problema no joelho ocorreu pela carga exagerada nos treinamentos, depois que se apresentou à seleção, e agora a mulher de Douglas Costa diz o mesmo, em relação ao problema muscular de seu marido. O que têm a dizer a respeito o médico e o preparador físico da comissão de Tite? Estão errando na mão?

Voltando à equipe, sejam quais forem as escolhas do treinador, o que é inadmissível é imaginar uma desclassificação na fase de grupos – como na tragédia de 1966, na Inglaterra. Um simples empate garante a vaga, ainda que em segundo lugar. Mas, cá entre nós, como é grande a chance de a Alemanha também sair na segunda posição de seu grupo, esta possibilidade nem é tão ruim. Será que é pensando nisso, que Tite chega a aventar a possibilidade de jogar com mais um volante e sem centroavante?

Ó pá!

Quem diria que Espanha e Portugal, que fizeram o melhor jogo da Copa até agora, sofreriam tanto na última rodada, contra Marrocos e Irã? E Cristiano Ronaldo, esfuziante nas duas primeiras rodadas, perdendo um pênalti que poderia ter garantido o triunfo português e o primeiro lugar no grupo, fugindo dos uruguaios e encarando os russos? Sofrimentos à parte, a verdade é que a maioria dos chamados “pequenos” já foram mandados pra casa: Arábia Saudita, Egito, Irã, Marrocos, Costa Rica, Peru, Coreia do Sul, Tunísia e Panamá. Não farão falta alguma. Quem sabe sem eles, os jogos não se tornarão mais abertos e melhores tecnicamente a partir dos mata-mata? Tomara!

Cinderela

E a carruagem de Putin começou a virar abóbora...



Tags: copa da rússia, copa do mundo, futebol, seleção, tite

Compartilhe: