Jornal do Brasil

Quarta-feira, 20 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Esportes

Ricciardo lidera dobradinha da Red Bull no primeiro treino livre do GP de Mônaco

Jornal do Brasil

A Red Bull começou na frente o fim de semana do GP de Mônaco, a sexta das 21 etapas da temporada 2018 da Fórmula 1. Nesta quinta-feira, o australiano Daniel Ricciardo comandou a dobradinha da sua equipe no primeiro treino livre realizado no circuito de rua de Montecarlo.

Terceiro colocado no GP de Mônaco no ano passado, Ricciardo foi o mais rápido atividade que abriu a preparação das equipes para a prova de domingo. Utilizando os novos pneus hipermacios, o australiano da Red Bull cravou o tempo de 1min12s126, o mais rápido da história do circuito de Montecarlo.

E a marca estabelecida por Ricciardo confirmou uma previsão da Pirelli, a fornecedora de pneus da Fórmula 1, que havia apostado que o GP de Mônaco registraria recordes com a utilização do novo composto, situação que se confirmou já na primeira atividade do fim de semana no principado, mesmo que a marca não seja considerada um recorde por não ter sido registrada em um treino oficial.

Quem mais se aproximou de Ricciardo foi o holandês Max Verstappen, que garantiu a segunda posição na sessão inicial com o tempo de 1min12s280. E essa dobradinha aumenta a expectativa da Red Bull de voltar a vencer o GP de Mônaco, algo que aconteceu de modo consecutivo entre 2010 e 2012.

Líder do Mundial de Pilotos e embalado por duas vitórias consecutivas na temporada, o britânico Lewis Hamilton veio logo atrás da dupla de pilotos da Red Bull, na terceira posição, com a marca de 1min12s480. O piloto da Mercedes liderou boa parte da sessão, mas depois viu a sua previsão de que a Red Bull seria o carro mais forte em Mônaco se confirmar no primeiro treino livre. Além disso, foi o último piloto a fazer uma volta em menos de 1min13.

Bem mais distante em relação aos carros de Red Bull e a Hamilton, o alemão Sebastian Vettel, que venceu a prova nas ruas de Montecarlo no ano passado e também em 2011, foi o quarto colocado no primeiro treino livre com o tempo de 1min13s041. E ele teve uma vantagem mínima, de apenas 0s025, para o seu companheiro de equipe na Ferrari, o finlandês Kimi Raikkonen, o quinto colocado.

O espanhol Carlos Sainz Jr. Conseguiu colocar a Renault entre os principais carros do grid ao fechar a atividade na sexta posição. Assim, foi mais rápido até do que o finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, o sétimo colocado. E o mexicano Sergio Pérez, da Force India, terminou a sessão em oitavo lugar.

A relação dos dez melhores do primeiro treino livre para o GP de Mônaco foi completada, em ordem, pelo francês Romain Grosjean, da Haas, e pelo russo Sergey Sirotkin, que surpreendeu ao garantir a décima colocação pela Williams. Já o espanhol Fernando Alonso teve problemas com os freios da sua McLaren e fechou a atividade na modesta 17ª posição.

Os pilotos voltam a acelerar no circuito de rua de Montecarlo às 10 horas (de Brasília), quando será realizado o segundo treino livre. O horário é o mesmo da sessão de classificação no sábado, sendo que a largada para o GP de Mônaco no domingo está agendada para as 10h10.



Compartilhe: