Jornal do Brasil

Sábado, 18 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

Esportes

Scheffer quebra recorde no Maria Lenk e Nicholas Santos brilha nos 50m borboleta

Jornal do Brasil

O quarto dia do Troféu Brasil - Maria Lenk teve como destaques nesta sexta-feira uma promessa da nova geração e um veterano. Fernando Scheffer, de apenas 20 anos, quebrou mais um recorde sul-americano na competição disputada no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, e Nicholas Santos, de 38, registrou o segundo melhor tempo do mundo na temporada na prova dos 50 metros borboleta.

Dono de duas medalhas de prata em Mundiais na distância, Santos conquistou o ouro no Maria Lenk ao bater na frente com o tempo de 22s97, a segunda melhor marca do ano, atrás somente do britânico Benjamin Proud, que já marcou 22s96.

O veterano, do Unisanta, fez bonito nesta sexta apesar de não ter a prova como prioridade neste ano. "Meu objetivo nesta temporada é o torneio Sette Colli e o Open de Paris. Esta prova não é classificatória para o Pan-Pacífico. Mas é uma prova que eu gosto bastante e me sinto bem. Enquanto der, vou vencendo e conquistando títulos", declarou.

A prata no 50m borboleta ficou com Henrique Martins (Minas Tênis Clube), com 23s15. O bronze foi para Guilherme Rosolen, do Pinheiros, com o tempo de 23s32, em final que não contou com a presença de Cesar Cielo - ficou em nono lugar nas eliminatórias, pela manhã. No feminino, a vitória foi de Daynara de Paula (Sesi-SP), com 26s41. Bruna Caroline Lemos (Minas) levou a prata, com 26s68, e Daiene Marçal Dias (Flamengo) completou o pódio, com 26s78.

Fernando Scheffer, por sua vez, brilhou na noite desta sexta nos 200 metros livre. O nadador do Minas, que acabou de completar 20 anos, impôs o novo recorde brasileiro e sul-americano da distância ao nadar a distância em 1min46s08. Breno Correia (Pinheiros) ficou com a medalha de prata, com 1min47s94, e João de Lucca (Flamengo) levou o bronze, com 1min47s98.

"Estava buscando fazer uma competição como esta. Fico muito feliz de ter batido estes dois recordes e agradeço muito a todos que batalham todos os dias para melhorar meu desempenho", comemorou Scheffer, que já havia quebrado o recorde sul-americano dos 400m livre, na terça-feira.

Na versão feminina da prova, Manuella Lyrio (Pinheiros) conquistou a medalha de ouro, com o tempo de 1min59s23, enquanto Rafaela Raurich (Curitibano) levou a prata, com 1min59s92. Maria Paula Heitmann (Minas) faturou o bronze, com o tempo de 1min59s99.

Nos 400 metros medley, a medalha de ouro no masculino ficou com outro representante da nova geração: Brandonn Almeida. O nadador do Corinthians completou a distância em 4min16s01. Gabrielle Gonçalves, do Unisanta, ganhou no feminino, o tempo de 4min45s98.

Na prova dos 100 metros costas, Gabriel Fantoni, do Minas, voltou a superar Guilherme Guido, do Pinheiros. Ele venceu com o tempo de 54s07, desbancando o rival, que anotou 54s61. Na versão feminina da prova, a holandesa Kira Marije Toussaint (Minas) faturou o ouro, com 1min00s93.

Com estes resultados registrados até agora, o Pinheiros lidera a competição, com 2.071. A segunda posição no geral está com o Minas, com 1.765 pontos. E o Unisanta ocupa o terceiro posto, com 957 pontos.



Compartilhe: