Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

Esportes

Bruno Henrique confirma que voltará ao Santos no sábado: 'Não tem preço'

Jornal do Brasil

A espera de Bruno Henrique para voltar a defender o Santos terminou. Recuperado de lesões no olho direito sofridas no primeiro compromisso do time em 2018 e com o aval do departamento médico para atuar, o atacante confirmou nesta sexta-feira que será relacionado pelo técnico Jair Ventura para o duelo de sábado com o Bahia, em Salvador, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

"Feliz por estar de volta. Vou ser relacionado e isso para mim não tem preço, por tudo que eu passei, desde o dia 17 (de janeiro) até hoje", disse Bruno Henrique, festejando a sua liberação após sofrer a lesão nos minutos iniciais do duelo de estreia do Santos no Campeonato Paulista, contra o Linense.

O atacante explicou que a demora para voltar aos gramados também passou pela sua dificuldade na adaptação nos treinos ao uso dos óculos de proteção. Assim, a sua expectativa era para que ele ficasse por um período até maior sem poder entrar em campo.

"A maior restrição eram os óculos. Não sei como o Davids conseguia jogar daquela forma. Os óculos iriam me ajudar, mas me senti inseguro e me sentia retraído por ter que trabalhar de óculos. Alguns lances que eu treinava os óculos atrapalhavam, perdia um pouco da visão periférica e isso ia trazer receio para mim. Mas pude ir na Alemanha e os médicos disseram que com o tempo, eu poderia me liberado desses óculos, não imaginava que seria tão rápido assim. Minha lesão está muito bem recuperada", afirmou.

Bruno Henrique admitiu que houve temor pela sequência da sua carreira em alto nível diante das lesões sofridas e da raridade do seu problema. "É uma lesão que no futebol só aconteceu com o Tostão. Nunca fiquei tanto tempo parado por uma lesão e isso me preocupou muito. Mas os médicos deram apoio e garantiram que eu poderia voltar a jogar em alto nível", comentou.

A tendência é que Bruno Henrique volte ao time do Santos como reserva, sendo uma opção para o trio ofensivo hoje formado por Eduardo Sasha, Rodrygo e Gabriel. E ele destacou a "dor de cabeça" que o técnico Jair Ventura terá para escalar o ataque a partir de agora.

"A bomba está na mão dele e terá que administrar. O Rodrygo é uma promessa, conquistou o espaço dele, mesmo sendo tão novo", afirmou Bruno Henrique, também admitindo que em um primeiro momento deve ter dificuldades para suportar os 90 minutos de um jogo, por causa da sua falta de ritmo.

"É um período longo que estive parado. Machucar no primeiro jogo depois da pré-temporada que fizemos, é difícil voltar a atuar nos 90 minutos. Se o Jair optar por mim, vou entrar e dar o meu máximo para ajudar até aguentar", comentou.

Embora Bruno Henrique esteja recuperado, o chefe do departamento médico do Santos, Jorge Merouço, explicou que o atacante passará por avaliações semanais do seu olho direito. "O Bruno continuará, seguido a recomendação médica, fazendo uma avaliação semanal em relação à pressão intraocular do olho direito. Esse acompanhamento é para medir a pressão", afirmou.



Compartilhe: