Jornal do Brasil

Terça-feira, 14 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

Esportes

Vasco é goleado pelo Racing e se complica na Libertadores

Jornal do Brasil

O Vasco foi dominado e goleado por 4 a 0 pelo Racing, nesta sexta-feira em Buenos Aires, um resultado que coloca o time cruz-maltino em situação muito complicada no Grupo 5 da Copa Libertadores.

Ricardo Centurión (33 minutos), Lautaro Martínez (38), Federico Zaracho (52) e Lisandro López (60) foram os autores dos gols do massacre argentino em Avellaneda, onde o Racing mostrou todo seu poderio ofensivo.

A derrota poderia ter sido ainda maior para o Vasco, que foi salvo pelo goleiro uruguaio Martín Silva em duas cobranças de pênaltis de Lisandro López no primeiro tempo.

Com a dura derrota, o Vasco amarga a lanterna do Grupo 5 com apenas um ponto somado em três jogos, enquanto o Racing é o líder isolado com 7 pontos, à espera do outro confronto da chave entre Universidad de Chile (2º, 4 pts) e Cruzeiro (3º, 1 pt), que se enfrentam ainda nesta quinta-feira em Santiago.

Na próxima rodada, na semana que vem, o Vasco não terá outra opção a não ser derrotar o Racing, desta vez em São Januário, se quiser permanecer vivo na briga por uma vaga nas oitavas de final. No mesmo dia, o Cruzeiro recebe a Universidad de Chile no Mineirão.

- Racing x Martín Silva -

Pressionado pelos resultados ruins nas duas primeiras rodadas, nas quais acumulou uma derrota e um empate, o Vasco sabia que precisava no mínimo de um empate em Buenos Aires para se recolocar na briga por uma vaga na próxima fase da Libertadores.

Mas o início de jogo do Racing foi desanimador para os cruz-maltinos, que sofreram com a velocidade e habilidade dos jogadores argentinos, principalmente pelo lado direito de ataque.

Os rápidos Centurión e Solari foram ameaças constantes nas costas de Henrique, que não recebeu o reforço de Evander na marcação, enquanto Lautaro Martínez se movimentava muito entre Paulão e Erazo, confundindo a marcação da dupla de zaga do Vasco.

Em 12 minutos de jogo, Martín Silva já tinha se transformado no grande nome da partida, com defesas impressionantes em finalizações cara a cara com Donatti (6 minutos) e Centurión (8).

O goleirão do Vasco ainda precisou pegar um pênalti de Lisandro López (12), após falta de Evander em Saravia dentro da área.

Após a pressão inicial do time da casa, o Vasco conseguiu encontrar seu momento no jogo na base dos contra-ataques, mas desperdiçou as boas chances criadas com Wellington (26) e principalmente Wagner (28), que recebeu sozinho na pequena área, mas furou na hora de mandar a bola para as redes.

O bom momento do Vasco no jogo veio e foi embora num piscar de olhos. O Racing retomou as rédeas da partida e definiu a vitória em quatro minutosm em dois rápidos ataques.

No primeiro, Lisandro López encontrou Centurión livre na entrada da área e o ex-jogador do São Paulo mandou a bomba para abrir o placar (32). No segundo, Centurión, possesso pelo lado direito, recebeu de Zaracho e cruzou na medida para Lautaro empurrar paras as redes.

No último lance do primeiro tempo, o Racing ainda se deu ao luxo de desperdiçar outro pênalti, novamente com Lisandro López, defendido por Martín Silva.

- Racing fecha o caixão -

Muito incisivo, o Racing voltou do intervalo com a mesma dedicação e matou qualquer possibilidade de reação vascaína logo aos 6 minutos, em jogada individual brilhante de Zaracho.

No lance, o meia aproveitou erro de Wellington na saída de bola, partiu em velocidade, deu um drible desconcertante em Paulão e passou por Martín Silva, empurrando a bola para o gol vazio.

Entregue em campo, o Vasco ainda viu Wagner cometer pênalti bobo em Saravia. Desta vez, Lisandro López, em sua terceira tentativa diante de Martín Silva, conseguiu balançar as redes: 4 a 0 para o Racing, uma sonora goleada em Avellaneda.

Com a enorme vantagem no placar e os três pontos no bolso, o Racing diminuiu o ritmo do jogo, mas, mesmo assim, seguiu mais perigoso do que o Vasco, inclusive colocando uma bola na trave em cabeçada de Zaracho (34).

Já o Vasco, que viu sua situação no grupo se complicar de vez, não teve forças para reagir.

Nos últimos 15 minutos de jogo, os comandados de Zé Ricardo se contentaram em tentar não tomar mais gols para não piorar ainda mais o saldo de gol.

Zé Ricardo terá agora uma semana para encontrar uma forma de lidar com o ótimo Racing, que visita São Januário na próxima rodada. Mais uma vitória selará a classificação às oitavas de final da Libertadores para o time argentino.

am

Agência AFP


Compartilhe: