Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

Esportes

Julio Cesar descarta renovar com o Flamengo e confirma adeus: 'Caiu a ficha'

Jornal do Brasil

O Flamengo esqueceu a má fase e o empate com o Independiente Santa Fe para reverenciar Julio Cesar nesta quinta-feira. O goleiro realizou sua última entrevista coletiva como profissional, foi homenageado pelo clube e falou sobre a sensação às vésperas de sua despedida do futebol, sábado diante do América-MG, no Maracanã, pela segunda rodada do Brasileirão.

"Já caiu a ficha. De repente, é minha última coletiva. Estou consciente da minha escolha. Ansioso, mas com uma ideia muito fixa e madura. Estou preparado", garantiu o goleiro de 38 anos, formado nas divisões de base do clube e que voltou neste início de ano para se despedir.

Julio Cesar foi presenteado pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello com uma camisa 12 enquadrada. Ele retornou ao clube a que sempre declarou seu amor para os últimos três meses da carreira. E nem mesmo uma procura da diretoria para mantê-lo no elenco o fez mudar de ideia em relação à aposentadoria.

"O Flamengo apresentou uma ideia de extensão de contrato, mas vim com a ideia fixa. Quero agradecer ao presidente pela oportunidade, mas por problemas físicos escolhi não continuar, há três meses. Desde o início a situação ficou muito bem definida", garantiu.

Apesar de admitir o momento de baixa, ao menos na parte física, Julio Cesar exaltou o trabalho apresentado nos treinos e garantiu que é por este desempenho que terá a chance de ser titular no sábado. O goleiro também ressaltou sua atuação na vitória sobre o Atlético-GO, em amistoso disputado em Goiânia.

"A opção de eu jogar essa partida nada tem a ver com a minha homenagem. Tem a ver com o meu rendimento nos treinos. O Flamengo não seria louco. Joguei 45 minutos contra o Atlético-GO, trabalhei um pouco e mostrei que estou em forma", avaliou.

Mas o adeus de Julio Cesar causou uma procura superior por ingressos para a partida de sábado. Foram mais de 35 mil vendidos até esta quinta-feira, número que empolgou o goleiro. Ele mesmo, no entanto, pediu que os torcedores que forem ao estádio esqueçam a má fase da equipe e a apoiem.

"Sei da minha responsabilidade. Amanhã se o Flamengo for campeão brasileiro, terei minha pedrinha ali. Espero que o Maracanã esteja lotado, mas não para prestigiar o Julio Cesar, e sim o Flamengo", comentou. "Sei que o torcedor não está feliz com o empate, mas nós também não estamos felizes. Espero que o torcedor vá nos apoiar."



Compartilhe: