Jornal do Brasil

Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018 Fundado em 1891

Esportes

Carlo Ancelotti recusa oferta para treinar seleção italiana

Técnico pretende voltar à ativa em junho e comandar time europeu

Agência ANSA

O técnico Carlo Ancelotti, um dos favoritos para assumir o comando da seleção italiana, confirmou neste domingo (3) que não irá treinar a Azzurra no ano que vem. O treinador foi demitido do Bayern de Munique em setembro e desde então está disponível no mercado, sendo desejado por diversos clubes. Além da Itália, Ancelotti já foi procurado pelo Milan e o Chelsea, e de acordo com o italiano, seu desejo no momento não é treinar uma seleção.

"A Federação me contatou e falei com eles. Treinar a Itália seria como um outro trabalho porque ser um técnico de seleção é diferente de ser um técnico de clube, e eu ainda gosto de treinar e trabalhar todos os dias", disse Ancelotti em uma entrevista para o programa "La Domenica Sportiva".

Sobre seu retorno, o italiano afirmou que pretende voltar a treinar algum clube "depois do dia 30 junho", quando seu contrato com o Bayern de Munique termina. No entanto, Ancelotti não deu pistas sobre quem irá comandar.

"Ao longo dos últimos meses, tenho estado ligado a diversos clubes e seleções. Vou dizer que a Serie A é curiosamente a mais interessante na Europa no momento, já que está muito competitiva", comentou.

Ainda de acordo com o treinador, a Federação Italiana de Futebol (FIGC) "precisa ordenar outras questões antes que possa pensar em contratar um novo treinador".

Aos 58 anos, Ancelotti tem passagens por Juventus, Milan, Chelsea, Paris Saint-Germain (PSG), Real Madrid e Bayern de Munique. No total, o comandante conquistou mais de 20 títulos na carreira.

Já a Azzurra está sem técnico desde o vexame nas Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia, quando Giampiero Ventura e seus comandados não conseguiram a classificação.

Tags: carlo ancelotti, oferta, recusa, seleção italiana, treinamento

Compartilhe: