Jornal do Brasil

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

Esportes

Brasil vence a Sérvia no Mundial de Basquete

Portal Terra

Parecia que, enfim, a Seleção Brasileira triunfaria bem, do início ao fim, em uma partida na atual edição do Mundial masculino de Basquete. Depois de passar sufoco contra a França, amargar início ruim contra o Irã e ser dominado pela Espanha, o time verde e amarelo mostrou outra atitude no confronto direto contra a Sérvia, nesta quarta-feira, em Granada. Só que por "apenas" 30 minutos. Os dois primeiros quartos foram fulminantes. O terceiro, desastroso. Não fosse a recuperação no quarto e uma inspirada atuação do coadjuvante Marquinhos, o tropeço certamente teria acontecido. A equipe brasileira voltou a ser assombrada por uma “pane”, mas teve maturidade para renascer dentro de quadra e vencer a Sérvia com drama por 81 a 73.

Diferente de todos os outros jogos no Mundial até aqui, a Seleção começou a partida diante da Sérvia com tudo. Rubén Magnano escalou Anderson Varejão no lugar de Nenê Hilário, e a mudança surtiu efeito. Bolas do perímetro caíam sem cerimônias, e o Brasil abriu surpreendente vantagem de 19 a 6. O garrafão, forte como sempre, mantinha o ataque produtivo e também garantia a defesa bem protegida. A Sérvia não conseguia sequer encostar no marcador. Quando ameaçava, Huertas descolava um bom passe, Varejão arrancava um rebote ofensivo ou Leandrinho e Marquinhos acertavam arremessos dos três pontos.

O primeiro tempo se encerrou com aproveitamento absurdo da Seleção Brasileira nos arremessos de quadra (61%) e principalmente do perímetro. No total, foram sete bolas de três certeiras em 12 tentativas, mais do que o dobro das encestadas em todo o confronto com a Espanha, na segunda-feira. A defesa também funcionou muito bem na primeira etapa da partida, e o Brasil foi aos vestiários com confortável vantagem de 16 pontos (48 a 32) – a maior frente havia sido de 18 tentos.

Porém, a Sérvia voltou impossível dos vestiários. Contando com desconcentração total da Seleção, passou a cuidar mais de seus ataques e a não permitir cestas fáceis ao Brasil. Resultado? Emplacou cesta atrás de cesta, forçou alguns erros canarinhos e contou com grande jogo de transição para anotar incríveis 32 a 12 na parcial e ir ao último período com quatro pontos de frente. Em certo momento, parecia impossível que um arremesso sérvio não movimentasse a redinha brasileira. O armador Teodosic e o ala Markovic jogaram muito.

No último período, o Brasil começou sofrendo logo uma bola de três e viu a desvantagem aumentar para sete pontos. Entretanto, finalmente readotou a grande intensidade defensiva, emendou dez pontos consecutivos e voltou à dianteira. O embalo sérvio havia sido brecado por Marquinhos, longe de ser a estrela nacional, mas que brilhou com chutes de três decisivos (seis em nove). Marcelinho Huertas e Thiago Splitter também colocaram a bola sob o braço e mantiveram a Seleção à frente: fim de papo 71 a 83.

Tags: basquetebol, brasileira, seleção, sérvios, Vitoria

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.