Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Esportes

Paraná negocia naming rights para ter novo CT em Curitiba     

Portal Terra

Com dívidas e correndo o sério risco de perder o Ninho da Gralha, a diretoria do Paraná possui um plano B desde o ano passado. E o acerto para ter uma nova casa para as categorias de base e futebol profissional está cada vez mais perto.

O CT Barcelos, localizado no Caiuá, é a escolha paranista para suprir a estrutura deficitária em que encontra a Vila Olímpica, no Boqueirão – local que o elenco profissional treina e tem constantes reclamações tanto das comissões técnicas quanto dos atletas que passam pelo clube.

Desde ano passado, as partes se encontram para formalizar um acordo. Em 2013, faltou pouco para fechar. A pendência ficou entre a empresa, que iria patrocinar a mudança, com o clube em relação aos valores. O Paraná queria R$ 75 mil mensais e a proposta era de R$ 50 mil.

Desta vez, entretanto, o acordo está muito próximo. Durante a semana, representantes se encontraram e deixaram o desfecho para o início da próxima semana. A Racco, que negociou o naming rights da outra vez, volta a ser a empresa disposta a bancar o projeto que deve ter duração de cinco anos. Os valores estão sendo mantidos em sigilo.

A explicação

A ida do Paraná para ter um novo Centro de Treinamento possui explicação: a finança. Ou a falta dela. O atual CT do clube, Ninho da Gralha, está como garantia na dívida com o empresário Léo Rabello e, em declarações recentes, o presidente Rubens Bohlen finalmente confessou a chance de perdê-la.

Assim, a saída encontrada pela cúpula tricolor foi de realizar uma parceria com alguma empresa para bancar essa mudança. A Racco, que já estampa sua marca na camisa de jogo, negocia para bancar o projeto e ter seu nome vinculado ao CT.

Atlético-PR se hospedou durante a Copa

No período em que a Seleção da Espanha esteve em Curitiba para a Copa do Mundo, o Atlético-PR teve que deixar as dependências do CT do Caju e achar uma nova casa. O local escolhido foi justamente o CT Barcelos, que abrigou a delegação rubro-negra (profissional e base) a partir de 31 de maio até a eliminação precoce dos espanhóis na primeira fase do Mundial.

Estrutura

O CT Barcelos possui três campos de grama com tamanho oficial, um campo society, vestiários, alojamento para mais de 100 atletas, refeitório para 160 pessoas, piscina aquecida, sauna, departamento médico, cozinha, churrasqueira e estacionamento.

Tags: Brasileiro, Centro, CONSTRUÇÃO, futebol, Obras

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.