Jornal do Brasil

Sábado, 29 de Novembro de 2014

Esportes

São Paulo vence Santos com golaço de Ganso e assume 2º lugar

Portal Terra

O São Paulo embalou. Neste domingo, em um jogo muito movimentado e recheado de nuances, o time tricolor contou com atuação inspirada de Paulo Henrique Ganso, lances importantes de Kaká e gol decisivo de Alexandre Pato para vencer o clássico contra o Santos por 2 a 1 no Morumbi e confirmar a quarta vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro.

O camisa 10 são-paulino, em um golaço, abriu o placar para o São Paulo no primeiro tempo - balançando as redes pela primeira vez contra a sua ex-equipe -, e Gabriel, já no fim do jogo, empatou para o Santos de pênalti. Quando a igualdade parecia definida, Alexandre Pato mostrou garra, insistência e também oportunismo para vencer Aranha e anotar o tento da importante vitória tricolor aos 42min da segunda etapa.

O triunfo impulsionou o São Paulo para a segunda colocação do Campeonato Brasileiro com 32 pontos, apenas quatro a menos que o líder, Cruzeiro, que ainda joga neste domingo, diante do Goiás, fora de casa. Por sua vez, o Santos perdeu a quarta partida nos últimos cinco compromissos na competição nacional e caiu para a nona colocação, com 23 tentos.

Na próxima rodada, São Paulo e Santos vão a campo no domingo, às 16h (de Brasília). O time tricolor encara o Figueirense, em Santa Catarina, enquanto a equipe alvinegra vai ao Rio de Janeiro duelar diante do Botafogo. Antes disto, entretanto, ambos têm compromissos em outras competições. O São Paulo pega o Criciúma, quinta-feira, às 20h, pela segunda fase da Copa Sul-americana, enquanto o Santos, no mesmo dia e horário, enfrenta o Grêmio, também fora de casa, mas pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

Início fulminante e obra-prima de Ganso

O clássico teve um começo animador e muito movimentado. Logo aos 40s de jogo, Alexandre Pato acertou o braço no rosto de Cicinho e foi advertido com cartão amarelo. Depois, houve uma sequência de lances contundentes e bonitos. Aos 4min, Thiago Riberio roubou bola de Edson Silva e, cara a cara com Rogério Ceni, bateu de bico sem muita direção.

Um minuto depois, Ganso aplicou lindo chapéu em Cicinho, que retribuiu com um lençol em Pato. Nenhuma dessas jogadas, entretanto, foi tão bonita como a protagonizada pelo camisa 10 são-paulino no lugar em que Muricy Ramalho tanto gosta de vê-lo: dentro da área.

Aos 23min, depois de Paulo Miranda e Álvaro Pereira desperdiçarem boas chances, Ganso aproveitou casquinha de cabeça de Alan Kardec após cobrança de lateral e não hesitou: de costas para o gol, dominou de pé direito e, com a canhota, acertou um sem-pulo espetacular no ângulo de Aranha. Um golaço - o primeiro do meia contra a sua ex-equipe. Na comemoração, Ganso apontou o escudo do São Paulo em sua camisa e foi celebrar junto à torcida.

Até o fim do primeiro tempo, Pato finalizou sem direção de fora da área, Kaká aplicou bons dribles e Rogério Ceni fez defesas seguras.

"Quase empate" e insistência de Pato

O segundo tempo também teve um início muito movimentado e equilibrado. Mais organizado, o Santos passou a encontrar alguns espaços na defesa tricolor - principalmente em chegadas pelo lado esquerdo - e levou certo perigo à meta de Rogério Ceni. Do outro lado, Ganso e Kaká - muito bem no jogo - também assustaram Aranha.

Em uma trama de ambos, o camisa 10 acertou lindo cruzamento para Pato, que quis tornar o lance ainda mais bonito, mas emendou voleio para fora. Como resposta, Edu Dracena subiu mais alto que a defesa são-paulina, mas completou cobrança de escanteio para fora.

Daí para frente, o ritmo da partida diminuiu, e a vitória parecia definida para o São Paulo. Até que Álvaro Pereira não controlou seus impulsos, acertou um forte carrinho em Rildo do lado esquerdo da grande área e cometeu pênalti claríssimo. Na cobrança, o jovem Gabriel mostrou a calma de um jogador experiente, deslocou Rogério Ceni e empatou a partida. Na comemoração, tirou a camisa, mandou a torcida do São Paulo fazer silêncio e levou o cartão amarelo - que o tirou da próxima rodada.

O empate, então, estava definido, certo? Errado. Aos 42min, Denílson acertou lindo passe para Pato, que, cara a cara com Aranha, parou no goleiro, mas conferiu no rebote: encheu o pé para o fundo das redes e desempatou a partida. Mais do que isto: colocou o São Paulo na vice-liderança do Campeonato Brasileiro e, de fato, na briga pelo título nacional.

Tags: Brasileiro, craques, futebol, ganso, Kaká, Pato

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.