Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Esportes

São Paulo dá vexame e é eliminado em casa pelo Bragantino

Portal Terra

Não será em 2014 que o São Paulo conseguirá o título da Copa do Brasil, único torneio que falta em sua vasta galeria de conquistas. Nesta quarta-feira, jogando no Morumbi, o time até saiu na frente, mas tomou o empate ainda na etapa inicial e, com dois gols no segundo tempo, acabou perdendo por 3 a 1, sendo assim eliminado pelo modesto Bragantino, que briga para não ser rebaixado para a terceira divisão do Campeonato Braisleiro.

Com um time misto, o São Paulo podia perder por até um gol de diferença que se classificaria para as oitavas do torneio. Porém, os lances de bola parada voltaram a assombrar a zaga tricolor. Foi assim contra Goiás, Criciúma e Vitória, que apesar do triunfo, sofreu um gol da mesma maneira no Morumbi. Mesmo sofrendo pressão, e atrás do placar, Muricy Ramalho não esboçou nenhuma reação, manteve o mesmo time em campo e viu sua equipe sucumbir dentro da própria casa.

Ainda não há definição dos duelos das oitavas de final, já que integrarão a disputa os seis times brasileiros que disputaram a Copa Libertadores: Botafogo, Flamengo, Atlético-PR, Cruzeiro, Atlético-MG e Grêmio. Assim, a CBF irá realizar um novo sorteio. 

O São Paulo volta a campo no clássico contra o Palmeiras, no domingo, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro. Já o Bragantino visita o Santa Cruz, sábado, no Estádio do Arruda, pela Série B.

Um gol para cada lado e pressão visitante

Apesar de um início de jogo truncado no Morumbi, o São Paulo começou melhor e logo conseguiu abrir o placar. Aos 7min, Ganso cobrou escanteio, Paulo Miranda dividiu no alto com o goleiro Renan e balançou as redes. A equipe comandada por Muricy continuou com o domínio da posse de bola, mas pecava na armação das jogadas e quase não assustou mais os visitantes.

A etapa inicial começou a virar aos 22min. Após boa troca de passes pelo lado esquerdo, Cesinha recebeu na entrada da área e bateu de primeira. Rogério Ceni perde o tempo da bola, que passa por baixo do goleiro e acaba no gol. Após o empate o Bragantino cresceu no jogo e quase virou um minuto depois. Bruno Recife aproveita falha de Maicon, vê Rogério adiantado e arrisca de cobertura, mas o goleiro se recupera e faz a defesa.

Melhor em campo, os visitantes tiveram outra excelente oportunidade aos 37min. Após bola levantada na área, Nunes bateu cruzado e Gustavo Carbonieri desviou de cabeça. A bola estava quase entrando, mas Paulo Miranda, em cima da linha, salvou o time tricolor.

Pressão e virada do Bragantino

Preocupado com o melhor momento do adversário, Muricy Ramalho mexeu no intervalo e apostou na entrada de Denílson no lugar de Maicon, para dar mais segurança ao sistema de marcação da equipe. A alteração não surtiu efeito e o Bragantino começou a etapa final como terminou a primeira: pressionando.

Aos 3min, Cesinho avançou pela direita e tentou cruzamento rasteiro. Edson Silva, bem colocado, afastou o perigo. Dois minutos depois, Geandro arriscou da intermediária, a bola desviou em Nunes e saiu com muito perigo. A pressão continuava, aos 6min os visitantes tiveram outra chance. Depois de cobrança de escanteio, Rogério Ceni falha na saída e a bola quase entra.

A primeira chance do São Paulo veio aos 10min, dos pés de Ademílson. Ganso deu bom passe para o atacante, que bateu forte, mas Renan, bem posicionado, fez boa defesa.

A virada do Bragantino, que estava amadurecendo a cada lance ofensivo dos visitantes, veio aos 20min. Sandro bateu escanteio fechado na área, Gustavo Carbonieri desvia a bola, que bate em Souza e acaba no fundo do gol. Por pouco a equipe não ampliou em seguida. Aos 25min, em outra cobrança de escanteio, Sandro acertou o travessão e quase marcou um gol olímpico. Se a trave salvou o São Paulo no lance anterior, aos 28min não teve jeito. Sandro cobrou outro escanteio, Rogério afastou para o meio da área, Guilherme de Mattis, sozinho, pegou o rebote e estufou a rede, colocando 3 a 1 no placar.

Para o São Paulo restava apenas o empate, já que com mais um gol ainda acabaria eliminado por conta dos gols marcados fora de casa pelo adversário. Porém, a equipe de Muricy pouco criou, não assutou o goleiro Renan e acabou eliminada da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 X 3 BRAGANTINO

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

Data: 13 de agosto de 2013, quarta-feira

Horário: 22 horas (de Brasília)

Público: 7.522 pessoas (total)

Renda: R$ 174.185,00

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP)

Cartões amarelos: Álvaro Pereira e Maicon (São Paulo); Geandro, Léo Jaime e Nunes (Bragantino)

Gols: 

SÃO PAULO: Paulo Miranda, aos 7 minutos do 1º tempo;

BRAGANTINO: Cesinha, aos 23 minutos do 1º tempo; Gustavo Carbonieri, aos 19, e Guilherme Mattis, aos 30 minutos do 2º tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Luis Ricardo, Edson Silva, Paulo Miranda e Álvaro Pereira; Souza, Maicon (Denilson) e Ganso; Ademilson, Osvaldo e Alexandre Pato

Técnico: Muricy RamalhoBRAGANTINO: Renan; Samuel Santos, Gustavo Carbonieri, Guilherme Mattis e Bruno Recife; Geandro, Gustavo e Sandro; Cesinha (Luisinho), Nunes (Lincom) e Léo Jaime (Magno)

Técnico: PC Gusmão

Tags: brasil, Copa, derrota, futebol, são paulo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.