Jornal do Brasil

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

Esportes

Mano nega desinteresse em Nilmar por preferência ao Inter 

Portal Terra

O treinador Mano Menezes pediu reiteradas vezes, e a direção corintiana segue atrás de um atacante para fazer sombra a Guerrero. Um dos alvos do Corinthians é o atacante Nilmar, atualmente no futebol do Catar e que dá preferência ao Inter em uma possível volta ao Brasil. Nesta sexta-feira, o treinador corintiano negou que a declaração dada pelo jogador possa afetar a negociação com o time paulista.

“Não acompanho isso muito porque sei como funciona na prática. Muitas vezes você é entrevistado por um jornalista de um lugar, as perguntas têm relação com o tal lugar. Você é educado, simpático com ele. Não acho que isso seja mais importante para a contratação de um jogador, mais importante é se tecnicamente ele é importante para o plantel, se ele quer vir e se podemos contratar”, opinou Mano.

Mais cedo, Nilmar convocou uma entrevista na qual afirmou que não abriu negociações com nenhum time, mas que daria preferência ao Inter em uma volta ao Brasil pela relação próxima de sua família com o Rio Grande do Sul. “Escondido” no futebol árabe, o atacante, que tem passagem pelo Corinthians, virou uma saudosa lembrança do torcedor brasileiro pelo o que mostrou no País, mas causa desconfiança pelos anos longe do Brasil e o desempenho irregular no time catariano El Jaish.

“Depende da equipe. É muito difícil centroavante fazer gols se a bola não chega. É importante levar em consideração se a equipe dele é capaz de criar essa situação. Nós temos parâmetro no Brasil para considerar isso de forma bem objetiva. O resto pode ser questões econômicas, momentâneas”, defendeu Mano sobre o jogador.

Apesar do interesse no atacante – o atleticano Jô é outro nome ventilado no Parque São Jorge -, a diretoria corintiana tem dificuldades para fechar a contratação do jogador pedido por Mano Menezes. O comandante saiu em defesa da diretoria e diz que não se desesperará com a ausência do atleta pedido, caso as negociações não sejam fechadas a tempo.

“A direção do Corinthians está fazendo todo o possível para efetuar essa contratação. Nós não fazemos cobranças, conversamos internamente e sabemos o nível que queremos para essa contratação. Por isso ela é difícil. Eu não perco o sono por isso. Estou satisfeito com os jogadores que temos. Apenas deixei bem claro que precisamos mais um, podemos ter ou não ter. Se não tivermos, não podemos chorar”, comentou o treinador. 

Tags: Brasileiro, Campeonato, Corinthians, futebol, técnico

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.