Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Esportes

Cruzeiro arranca empate no RJ e mantém Botafogo ameaçado

Portal Terra

Em meio a polêmica pela crise financeira e protesto de jogadores, o Botafogo recebeu o Cruzeiro no Maracanã neste sábado, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, e, após sair na frente com Edílson, sofreu um gol do zagueiro Léo na segunda etapa e ficou no empate por 1 a 1.

O resultado mantém o Cruzeiro na liderança isolada, agora com 29 pontos, seis de vantagem para o Corinthians, segundo colocado. Já o Botafogo, que perdeu na última rodada para o Flamengo, permanece na 13ª posição, com 13 pontos, e pode até figurar na zona de rebaixamento ao fim da rodada, já que o Coritiba, 17º, tem dez pontos.

Antes do início da partida, torcedores que buscavam ingressos de última hora sofreram com um problema no sistema de vendas do Macaranã, e uma grande fila foi formada do lado de fora do estádio. Para não gerar uma confusão ainda maior e prejudicar quem queria assistir ao confronto, as catracas foram liberadas, e centenas de pessoas entraram de graça.

Logo aos 4min, o Cruzeiro teve uma boa chance de abrir o placar com Edílson, que arriscou da ponta esquerda, mas viu a bola sair pela linha de fundo. O Botafogo respondeu na sequência, com Lucas, mas Fábio espalmou para afastar o perigo. O time da casa pressionou na primeira etapa, e aos 23min Edílson fez boa cobrança de falta, exigindo mais uma vez a ação do goleiro cruzeirense.

Após duas boas intervenções, a sorte não ajudou Fábio. Aos 25min, Lucas fez cruzamento da direita, Edílson ganhou da zaga cruzeirense, cabeceou para o gol e contou com um escorregão do goleiro celeste para abrir o placar no Maracanã.

O Botafogo aproveitou o bom momento e se manteve no ataque, tendo nova chance com Émerson. Ele fez boa jogada pela direita, mas no momento do cruzamento não encontrou ninguém na área para completar. A primeira etapa acabou com a vitória parcial do time carioca, apesar de maior posse de bola do Cruzeiro.

Na volta do intervalo, Émerson, que durante a semana disparou contra a diretoria, reclamando da falta de condições, se sentiu mal e atrasou um pouco o reinício da partida, mas voltou a campo e logo aos 3min aplicou um carrinho em Henrique, que precisou deixar o gramado para entrada de Willian. Marcelo Oliveira também colocou Dagoberto no lugar de Marquinhos, buscando avançar o  time.

E foi com Willian, que teve a situação resolvida na semana e voltou a atuar, que o Cruzeiro quase empatou. Aos 12min, o atacante chutou forte da entrada da área e acertou o travessão. No entanto, na jogada seguinte o líder do campeonato igualou o placar com gol do zagueiro Léo, após levantamento de Éverton Ribeiro e desvio do também defensor Dedé. 

Superior, o time mineiro dominou e continuou pressionando. Vágner Mancini tentou dar um fôlego novo ao Botafogo, e pôs Júlio César e Zeballos nos lugares de Rogério e Carlos Alberto, respectivamente. Já o Cruzeiro tirou o atacante Ricardo Goulart - que não conseguiu aproveitar as chances de gol - para colocar Nilton. E na jogada área o volante quase marcou duas vezes. Na primeira, Jefferson salvou e colocou para escanteio; na sequência, a bola bateu na trave e saiu. 

O jogo ainda teve bons momentos na fase final, com os times buscando a vitória. Émerson teve a melhor oportunidade para o Botafogo, aos 37min. Já o Cruzeiro parou novamente no goleiro Jefferson, que fez duas boas defesas em sequência, em chutes de Dagoberto e Willian.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrenta o Atlético-PR na Arena da Baixada, no domingo, às 16h (de Brasília), enquanto o Cruzeiro visita o Criciúma no sábado, às 18h30 (de Brasília), no Herilberto Hülse.

Tags: Botafogo, Brasileiro, Campeonato, futebol, série a

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.