Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

Esportes

Arena Ponte Preta é aprovada pelo prefeito de Campinas 

Rádio ONU

A semana que antecede o aniversário de 114 anos começou bem para os pontepretanos. Na tarde desta segunda-feira, em cerimônia realizada no Salão Nobre do Estádio Moisés Lucarelli, o prefeito de Campinas, Jonas Donizette, assinou o projeto de lei que permite que a Arena Ponte Preta finalmente saia do papel. Agora, resta apenas a aprovação dos vereadores para que as obras sejam iniciadas.

Em 1975, o local onde está o Centro de Treinamento da Ponte, no bairro Jardim Eulina, foi doado pela prefeitura de Campinas e não era permitida qualquer exploração comercial revertida a favor do clube. No entanto, o projeto assinado por Jonas Donizette nesta segunda-feira altera a lei 4515, tornando possível a construção da tão sonhada Arena.

"Na época da doação a realidade era outra e a finalidade da lei não contemplava a construção de uma Arena, com exploração comercial revertida a favor do clube. Este projeto altera exatamente este ponto, para que não haja distorção de finalidade na doação. Importante ressaltar que não há alteração no zoneamento do local, porque isso não é necessário: o zoneamento existente ali (área 18) permite esse tipo de atividade", explicou Donizette.

A cerimônia desta segunda-feira contou com a presença do presidente de honra Sérgio Carnielli, do presidente em exercício Márcio Della Volpe, do presidente do Conselho Deliberativo, Mauro Zuppi, e de outros políticos, como vereados e deputados federais. Principal idealizador do projeto, Carnielli comemorou o importante passo dado pela Ponte Preta.

"A Arena é fundamental no futuro da Ponte Preta e o que aconteceu aqui hoje foi um momento histórico na vida do time. O prefeito teve grande sensibilidade a respeito desta demanda do time e estou certo que os vereadores analisarão com todo carinho e cuidado este projeto que, tornando-se lei, ajudará não só o time como também a cidade", afirmou o presidente de honra da Ponte.

A expectativa é que os vereadores aprovem a lei nos próximos seis meses para que a Ponte Preta avance nas negociações com os investidores e começa a construir a Arena. O clube campineiro pretende fazer um estádio multiuso com capacidade para 30 mil pessoas e também prédios comerciais.

"Em o projeto se tornando lei, já não haverá nenhum impedimento para a Arena e a Ponte poderá então dar andamento ao projeto com os investidores. Nossa expectativa é de que, uma vez a lei tendo sido aprovada e publicada, a Arena será construída em um prazo de dois ou três anos no mais tardar", contou Márcio Della Volpe.

No acordo entre Ponte Preta e Prefeitura de Campinas, o clube é obrigado a permanecer sempre como proprietário do imóvel e também contribuir mensalmente com 2% de sua receita bruta para os Fundos de Assistência ao Desporto Amador e de Investimentos Esportivos do Município de Campinas a partir da construção da Arena.

Tags: Aprovação, cerimônia, estádio, ponte, prefeitura

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.