Jornal do Brasil

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

Esportes

Mais quatro pessoas serão investigadas por morte de torcedor do Napoli

Agência ANSA

Mais quatro torcedores da Roma serão indagados pela morte do torcedor do Napoli, Ciro Esposito, no dia 3 de maio - antes da final da Copa da Itália. Eles são suspeitos de serem cúmplices do ultra já preso, Daniele De Santis.

A polícia acredita que eles sejam os homens envolvidos na confusão com torcedores do Napoli, que chegavam de ônibus à capital italiana para assistir a partida. A família de Esposito sempre sustentou que o rapaz estava ajudando mulheres e crianças a chegarem com segurança ao estádio.

Não há data ainda para o interrogatório dos suspeitos. Até hoje (01), a polícia italiana sempre divulgou que De Santis seria o único responsabilizado pela morte do torcedor do Napoli, já que a balística confirmou que o disparo foi feito com a arma dele.

Os advogados da família de Esposito emitiram uma nota elogiando a ação da Procuradoria de Roma. "A investigação dos suspeitos é um sinal evidente de que a Procuradoria continuou incessantemente o seu trabalho de aprofundamento investigativo para fazer aparecer todos os aspectos (alguns bem escondidos) desta trágica e dolorosa situação", escreveram Sergio Pisani e Damiano De Rosa.

Suspeito sob observação médica

Michele D'Urso, advogado de Daniele De Santis, declarou hoje que seu cliente "está em graves condições médicas", pois ele "corre o risco de perder uma perna por culpa de uma infecção".

O suspeito está em um centro hospitalar em Viterbo, onde segue seu tratamento para sarar das feridas causadas na confusão antes da final da Copa da Itália.

Ainda de acordo com D'Urso, o torcedor da Roma não está em condições de dar seu depoimento de defesa porque precisa ficar "em uma sala esterilizada e usando máscaras de proteção".

O caso

Ciro Esposito foi atingido por um tiro antes da final da partida entre Napoli e Fiorentina, pela Copa da Itália, na cidade de Roma. Após ficar 52 dias internado em um hospital da capital italiana, Esposito não resistiu a uma infecção pulmonar e morreu no dia 25 de junho. 

Tags: briga, Ciro, esposito, itália, torcidas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.