Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Esportes

Advogado sugere fim do STJD e criação de tribunal de penas

Portal Terra

Em entrevista exclusiva ao Terra, o advogado do Botafogo, Marcus Donnici, que durante muitos anos defendeu vários clubes no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), mostrou-se favorável à extinção deste órgão do futebol. Para Donnici, um tribunal de penas seria muito mais útil aos clubes.

“Sou a favor que o STJD acabe. Sou a favor de um tribunal de penas, que só defina quantos jogos ou multa o jogador ou o clube vai receber. É assim que se faz no mundo inteiro. Aqui se faz uma celeuma em cima de qualquer assunto. E o STJD se mantém sobre isto”, explicou o advogado.

Para evidenciar que algumas mudanças precisam ser feitas na parte administrativa do futebol brasileiro, Marcus Donnici usou a confusão feita pelo departamento de registros da CBF no caso Edílson e Emerson para comparar com a fiscalização que terá que ser feita pela entidade aos clubes caso o Proforte seja aprovado na Câmara.

“Se o BID não funciona, você acha que vai funcionar a fiscalização de certificação? Tivemos uma grande oportunidade de o futebol brasileiro mudar, por causa da Copa do Mundo. Mas não vai mudar nada. Ninguém vai mudar. Nós ficamos em uma insegurança jurídica tremenda”, disparou.

Os dois jogadores foram punidos pelo STJD com uma partida de suspensão pela confusão no jogo com o Grêmio, cumpriram diante do Coritiba, uma rodada antes do clássico com o Flamengo, mas ainda constavam pendências na súmula eletrônica antes do jogo. 

Tags: desportiva, fim, justiça, superior, Tribunal

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.