Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Esportes

Maradona esquece atritos e homenageia Grondona

Presidente da AFA morreu na quarta-feira, aos 82 anos

Agência ANSA

Inimigo de Julio Grondona nos últimos anos de sua vida, o ex-craque Diego Armando Maradona fez uma homenagem ao presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), morto nesta quarta-feira (30), em sua página oficial no Facebook.

    O maior nome da história da albiceleste publicou uma foto em que aparece conversando sorridente com o cartola, tirada nos tempos em que ainda era jogador. Acima da imagem, foi colocada uma espécie de epitáfio para o dirigente. A relação entre os dois ficou abalada após a AFA negar a manutenção de amigos de Maradona na comissão técnica da seleção argentina, então comandada por ele, após a Copa do Mundo de 2010.

    Isso acabou sendo um dos motivos para que seu contrato não fosse renovado. Desde então, o ex-craque e Grondona viviam trocando farpas, as últimas delas durante o Mundial de 2014, quando o cartola acusou o "Pibe de Ouro" de levar má sorte para a albiceleste. O ex-atleta respondeu que o dirigente era um "pobre estúpido".

Homenagem de Diego Maradona a Julio Grondona em sua página no Facebook 
Homenagem de Diego Maradona a Julio Grondona em sua página no Facebook 

    Outro ídolo que prestou homenagem ao presidente da AFA foi o atacante do Barcelona Lionel Messi, que afirmou no Facebook que esta quarta é "um dia muito triste para o futebol, para a Argentina" e para ele. "Nosso presidente da AFA, Julio Grondona, nos deixou. Quero mandar minhas condolências e um abraço muito grande para todos os seus familiares e amigos", declarou.

    Já o ex-treinador César Menotti, comandante da Argentina no título mundial de 1978, evitou elogios ao cartola. "Ele se moveu com habilidade em um modelo que eu não compartilho, um modelo ao qual sou absolutamente contrário. Eu exigia mudanças no futebol argentino, mas que isso acontecesse com Grondona, e não sem ele", disse. 

Fifa 

Em sua conta no Twitter, o mandatário da Fifa, Joseph Blatter, afirmou estar "muito triste pela perda de um grande amigo". O dirigente era também vice-presidente da Federação Internacional de Futebol. O suíço chegará nesta quinta-feira (31) em Buenos Aires para acompanhar o velório do presidente da AFA.

    Por conta do falecimento, o início do Campeonato Argentino, que estava marcado para o final desta semana, foi adiado para o dia 8 de agosto. (ANSA)

Tags: afa, Argentina, dieguito, homenagem, morta

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.