Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

Esportes

Ponte e Vasco empatam e desperdiçam chance de colar no G-4

Jornal do Brasil

Dois dos times mais tradicionais da atual edição da Série B do Campeonato Brasileiro, Ponte Preta e Vasco fizeram um jogo aquém das expectativas neste sábado, em Campinas. Ocupando o meio da tabela, as equipes até lutaram, mas não tiveram capacidade de balançar as redes: empataram por 0 a 0 no Moisés Lucarelli e desperdiçaram a chance de encostar no grupo dos quatro primeiros colocados da competição nacional.

Com o resultado, Vasco e Ponte perderam posições na tabela de classificação. Com 19 pontos, os cariocas caíram para a décima colocação. Por sua vez, o time paulista despencou ao 11ª posto, com 18 tentos. Último time a ocupar o G-4, o Avaí tem 23 pontos.

As duas equipes voltam a se enfrentar nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), em São Januário, mas pela volta da terceira fase da Copa do Brasil. Na ida, em Campinas, o Vasco triunfou por 2 a 0. Já na Série B, o time carioca recebe o Paraná Clube, sábado, às 16h20, enquanto, no mesmo dia e horário, a Ponte vai ao Maranhão duelar diante do Sampaio Corrêa.

O jogo deste sábado teve início com a Ponte Preta imprecisa e o Vasco organizado. Compactado e dono de mais qualidade técnica, o time carioca foi melhor durante os primeiros instantes. Antes dos 20min, foram três as chances perigosas: cruzamento de Douglas, que fez o goleiro Roberto trabalhar na segunda trave, chute de fora da área de Fabrício, que beliscou o travessão, e cabeçada venenosa de Aranda, que passou rente ao canto direito paulista.

Daí para frente, a Ponte se assentou em campo e passou a explorar o espaço nas costas do ofensivo lateral-esquerdo vascaíno, Diego Renan. Foi por lá que Rafael Costa recebeu de Adrianinho e obrigou Martín Silva a fazer boa defesa após chute cruzado. Naquele mesmo setor, Elton também disparou com espaço, mas, cara a cara com o goleiro uruguaio, arrematou para fora. O primeiro tempo terminava com relativo equilíbrio no Moisés Lucarelli.

Na segunda etapa, as duas equipes diminuíram o ritmo e pouco criaram nos primeiros 15 minutos. Antes organizado, o Vasco não conseguia mais trocar passes no campo de ataque. Como resultado, passou a sofrer riscos defensivamente. A principal chance campineira surgiu aos 26min, quando Juninho cruzou da esquerda, e Alexandro, livre dentro da área, cabeceou para fora. A bola passou muito perto da trave direita de Martín Silva. Seis minutos depois, em um lance quase idêntico, ele esticou a perna esquerda e mandou de novo para fora.

O time carioca respondeu na sequência, usando da mesma tática. Após cruzamento perigoso, Douglas Silva cabeceou firme para o chão, mas Roberto fez excelente defesa no canto esquerdo. No último minuto, a jogada mais incisiva do jogo: Adrianinho cobrou falta dentro da área, e Cafu testou firme no travessão de Martín Silva. No rebote, Alef finalizou para fora com o gol aberto. Era o último lance de uma partida que começou com ritmo acelerado, mas terminou com a decepção de um 0 a 0.

Tags: Campeonato, empate, futebol, ponte preta, vasco

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.