Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Esportes

Maracanã se moderniza para escapar da baixa média de público

Portal Terra

Reconstruído para a Copa do Mundo de 2014 com capacidade para 78 mil pessoas, o Maracanã agoniza nas competições disputadas pelos clubes cariocas. A média de público nos 100 jogos que o estádio recebeu desde sua reinauguração, no ano passado, é de pouco mais de 26 mil pessoas. Tal número é graças aos sete jogos do Mundial. Se levado em conta apenas os duelos pelo Brasileiro, Copa do Brasil e Estaduais, a média cai para cerca de 21 mil pessoas por jogo.

“O público da Copa deixa a gente com inveja. A gente entende que temos que nos adequar à nossa realidade e à medida que o calendário e a qualidade do espetáculo vão se desenvolvendo vamos melhorar isso. Mas a média é mesmo baixa”, admitiu Sinval Andrade, vice-presidente da Concessionária que administra o Maracanã, que nesta sexta-feira será devolvido pelo Comitê Organizador Local (COL).

Mesmo tendo sido bem avaliado pelo público (9,2 de nota média) e jogadores (9,4), o estádio vai tentar se modernizar ainda mais a partir do próximo domingo, quando reabre com o clássico entre Flamengo e Botafogo pelo Brasileiro. Os ingressos já estão sendo vendidos pela internet através de um site próprio e que já tem integração com os sistemas de sócio-torcedor dos clubes. “Pode ser que tenhamos algum problema, porque tudo o que envolve informática pode dar problema”, reconheceu Sinval Andrade. 

Nos setores Leste e Oeste os torcedores já vão poder comprar seu ingresso pela internet e com lugar marcado (no máximo cinco ingressos por CPF). O site dá o nível de detalhamento para que  o torcedor possa escolher seu lugar. Para quem comprar na bilheteria, a escolha não vai ser tão específica, mas vai ser possível escolher lugares lado a lado ou próximos nos dois setores. Em tais locais, as torcidas vão poder estar misturadas. “Isso é algo que infelizmente não conseguimos fazer em São Paulo ou Recife, onde também administramos estádios”, lamentou Sinval.

Quem comprar ingresso pela internet vai imprimir um voucher e trocar nas bilheterias do estádio nos dias que antecedem os jogos e no dia jogo. Para quem comprar os ingressos VIPs, chamados de Maracanã Mais, há vantagem extra: o torcedor vai poder imprimir diretamente em casa seu ingresso.

“Iniciamos por aí, por ser uma área mais restrita e para podermos avaliar e controlar melhor. Estudamos além da impressão em casa outras modalidades de ingresso e vamos trazer outras possibilidades e até para a área comum no futuro”, afirmou. Entre essas medidas, o código de barras no aplicativo de smartphone está sendo testado.

As torcidas organizadas, que ficam nos setores Norte e Sul (atrás dos gols), vão estar separadas por grades. Nesses setores também serão direcionados os que têm direito a gratuidade, já que por enquanto as arquibancadas Norte e Sul não terão lugares marcados.

As estradas também ganham novo layout e novas medidas de segurança. Os ingressos todos brancos serão da modalidade inteira; os metade brancos e metade pretos de meia entrada e os pretos de gratuidade. As cores dos setores, utilizadas na Copa do Mundo, serão mantidas no ingresso e na sinalização fora do estádio para facilitar o acesso do torcedor. “Só pedimos que o torcedor chegue cedo”, apontou Sinval.

Devolução

Nesta sexta-feira, o COL devolve oficialmente o estádio à Concessionária. Durante este tempo, foi feita uma avaliação de tudo o que foi danificado durante a Copa e que ficará a cargo dos organizadores pagar. As cadeiras foram um dos principais problemas, embora Sinval Andrade diga que a média de cadeiras quebradas durante os jogos da Copa não foi muito diferente dos jogos do Brasileiro. 

Tags: Brasileiro, Copa, estádio, público, redução

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.