Jornal do Brasil

Terça-feira, 23 de Setembro de 2014

Esportes

Atlético-PR põe Flamengo na lanterna e mantém Ney Franco em jejum

Portal Terra

Nem mesmo a parada para a realização da Copa do Mundo foi suficiente para o Flamengo espantar a crise e afastar a má fase no Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, no retorno da Série A, os cariocas perderam para o Atlético-PR por 2 a 1, no Moacyrzão, em Macaé, e agora seguram a lanterna da competição. A derrota também mantém o jejum de Ney Franco à frente da equipe, que ainda não conseguiu vencer desde quando assumiu o clube.

Com esse resultado, Ney Franco chega ao sexto jogo sem vitória no Flamengo. O técnico estreou em maio contra o São Paulo, na quinta rodada, e até agora acumula três derrotas e três empates no Campeonato Brasileiro. O revés contra a equipe paranaense também deixa os cariocas na lanterna da competição, com apenas sete pontos conquistados. Já o Atlético-PR, que teve a estreia do técnico Doriva, campeão paulista pelo Ituano, sobe seis posições e agora aparece em sexto lugar, com 16 pontos.

Na próxima rodada, o Flamengo visita o Internacional, no domingo, no Beira-Rio, enquanto o Atlético-PR recebe o Criciúma, no mesmo dia, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Atlético sai na frente, mas Fla empata

O Flamengo começou o primeiro tempo tentando impor seu ritmo de jogo. Pressionava, mas não conseguia converter em chances de gol. Já o Atlético-PR aproveitava os espaços deixados pelo clube carioca e apostava nos contra-ataques.

Aos 15min, Sueliton levantou na área e Marcos Guilherme fez o gol. O árbitro, porém, marcou falta em cima da zaga do Flamengo. Aos 18min, o lateral chegou novamente na linha de fundo, cruzou, o goleiro Felipe falhou e Ederson finalizou rente à trave. O gol do Atlético-PR era questão de tempo e não demorou para acontecer. Ederson lançou Douglas Coutinho nas costas da defesa. O garoto da base deu um toque bonito na bola para encobrir Felipe e abrir o placar em Macaé.

O Flamengo acusou o golpe e a partida acabou truncada no meio de campo. Como não conseguia criar chances de gol, o jeito foi utilizar a bola parada. Aos 35min, Mugni cobrou escanteio na primeira trave, Samir subiu livre e testou forte para empatar o jogo.

Bola no travessão e banho de água fria

O gol deu um ânimo a mais aos flamenguistas, que voltaram melhor na etapa final. O time comandado por Ney Franco conseguia manter a posse de bola no campo ofensivo e tentava encontrar espaço na zaga para virar a partida. Aos 13min, Léo Moura acionou Alecsandro no bico da grande área. O atacante bateu forte, a bola acertou o travessão e ainda bateu em cima da linha.

O troco do Atlético-PR foi fatal. Três minutos depois, aos 16min, Sueliton recebeu pela lateral direita e deixou Cleberson na cara do gol. O zagueiro só empurrou por baixo de Felipe e colocou os visitantes à frente no placar.

O Flamengo ainda pressionou em busca do empate, mas não foi capaz de balançar as redes e igualar o jogo. Aos 31min, Mugni rolou para a entrada de área e Luiz Antônio finalizou bem, por baixo. Weverton salvou com o pé. Já nos acréscimos, aos 49min, Mugni finalizou da entrada de área após bate-rebate, mas o goleiro salvou o Atlético-PR novamente.

Tags: Brasileiro, Campeonato, Flamengo, futebol, jogo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.