Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Esportes

Seleção fica R$ 60 milhões mais barata após Copa do Mundo

Portal Terra

O fracasso na Copa do Mundo de 2014 fez a Seleção Brasileira ficar cerca de R$ 60 milhões mais barata depois do torneio. De acordo com números divulgados pela Pluri Consultoria, dentre os 23 jogadores convocados por Luiz Felipe Scolari para o Mundial, apenas Neymar não se desvalorizou em relação ao valor de mercado que possuía antes da competição. O Brasil foi o nono selecionado que mais perdeu valia no principal evento esportivo do planeta. Considerado apenas campeões mundiais, somente a Espanha, eliminada na primeira fase, se desvalorizou mais.

Segundo o estudo, os 736 jogadores das 32 seleções que disputaram a Copa do Mundo de 2014 terminaram a competição valendo R$ 19,1 bilhões – o que representa cerca de 1,1% (R$ 197,1 milhões) de valorização em relação ao início do torneio. A Alemanha, que havia iniciado a Copa como a quarta mais valiosa, valorizou-se 15,5% e terminou na primeira posição absoluta, superando Espanha, Argentina e Brasil. Os 23 alemães valem agora aproximadamente R$ 1,6 bilhão.

Em termos percentuais, os maiores destaques de valorização foram para seleções de três países das Américas: Costa Rica (+28,4%), Estados Unidos(+17,4%) e México (+16,6%). A Costa Rica teve ainda três jogadores entre os 25 que mais se valorizaram: o atacante Joel Campbell, o goleiro Keylor Navas e o meia Brian Ruiz.

Considerando apenas os atletas da Seleção Brasileira, Fred, Julio César, Dante, Maicon e Daniel Alves estão entre os mais desvalorizados do elenco, enquanto Hulk foi o que mais perdeu valor de mercado. Os 23 jogadores convocados estão agora avaliados em R$ 1,37 bilhão, valendo R$ 61,6 milhões a menos do que no início da Copa do Mundo (queda de 4,6%). 

Tags: 2014, brasil, Desvalorização, Jogadores, Mundial

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.