Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

Esportes

Palco da Copa, Arena da Baixada entra na mira do UFC 

Portal Terra

Com agora quatro jogos de Copa do Mundo no currículo, a reformada Arena da Baixada já começa a ser especulada como palco para outros eventos de esporte. O estádio do Atlético-PR está na mira do Ultimate Fighting Championship (UFC).

No final de junho, representantes da entidade e do clube paranaense estiveram reunidos para discutir a possibilidade de realizar o evento no local. Na reunião, o UFC mostrou grande interesse, mas possui alguns pedidos específicos para a realização.

Um deles é a instalação do teto retrátil, que foi retirado da obra para a Copa do Mundo pela Fifa, em setembro de 2013, devido ao atraso e o medo de não entregar a tempo. A estrutura está pronta para receber o encaixe do teto, o que deve acontecer entre setembro e outubro.

Para isso, o Atlético-PR vai solicitar junto à Prefeitura para que as ruas ao redor do estádio sejam bloqueadas devido aos guindastes. Assim que o pedido for oficializado através de documentos, a liberação depende do prefeito e do Setran.

Se essa possibilidade não acontecer neste ano, o UFC chega à Arena da Baixada em 2015. Até o final deste ano, mais quatro eventos ocorrem no Brasil. Apenas em Brasília, daqui dois meses, está confirmado até o momento pela organização.

Outra forma de trazer o UFC para a capital paranaense é na construção da “Areninha”, complexo esportivo ao lado da Arena, que está no projeto original. Com 10 mil lugares, o ginásio terá condições de receber modalidades olímpicas e, principalmente, shows.

No site da empresa americana AEG, parceira do clube para gestão não esportiva do complexo e que firmou contrato de 10 anos, a previsão de abertura é para o ano que vem. Atualmente, a área de 28 mil metros quadrados vem servindo de estacionamento. Durante o Mundial, o centro de mídia foi improvisado no local.

Tags: aeg, arena, Atlético, lutas, palco

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.