Jornal do Brasil

Segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

Esportes

Perícia diz que Pistorius tem tendência suicida

Agência ANSA

O relatório da perícia médica a que Oscar Pistorius foi submetido apontou que ele sofre de tendência ao suicídio após o homicídio de sua namorada, Reeva Steenkamp. Pistorius passou pela avaliação médica para verificar se tinha transtornos mentais na época em que atirou em Reeva, em fevereiro de 2013, mas os psiquiatras relataram que ele não sofre de nenhum distúrbio.

"A sua capacidade de administrar suas emoções é bem desenvolvida. Não há nenhuma prova que indique que Pistorius tenha um passado de agressividade ou de explosões de violência. Porém, ele ficou gravemente traumatizado pelos eventos do dia 14 de fevereiro de 2013 e, no momento, sofre de estresse pós-traumático e de um distúrbio depressivo grave. Sem um tratamento médico adequado, seu estado corre o risco de piorar, aumentando as chances de suicídio", diz o laudo médico que foi lido pelo advogado de defesa, Barry Roux.

O julgamento do atleta havia sido interrompido no dia 20 de maio para que ele pudesse passar por uma avaliação psiquiátrica em um hospital de Pretória. As audiências foram retomadas no dia 30 de junho e devem ser finalizadas em breve.

Pistorius está sendo julgado desde o dia 3 de março pela Justiça sul-africana pela morte de Reeva, no dia 14 de fevereiro de 2013. A acusação sustenta que ele atirou na namorada após uma briga, intencionalmente. Já o atleta afirma que a confundiu com um ladrão que teria invadido a casa e atirou sem saber quem estava no banheiro - local da suposta invasão.

O atleta já vendeu a casa onde ocorreu o crime para pagar os custos do processo. Se condenado, o atleta pode pegar 25 anos de prisão ou prisão perpétua.

Tags: africano, atleta, julgamento, morte, namorada, paralímpico

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.