Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Setembro de 2014

Esportes

Dilma diz que brasileiros receberão Copa do Mundo com “alegria e civilidade”

Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (8), em Belo Horizonte, ter certeza de que os brasileiros receberão os visitantes que virão ao país para a Copa do Mundo de forma “calorosa, humana e respeitosa”. Em discurso na capital mineira, que será palco de seis partidas durante o Mundial, a presidenta disse que o Brasil vai mostrar “alegria e civilidade” no megaevento.

“Quando visitamos outros países [em Copas do Mundo], fomos muito bem recebidos. Tenho certeza de que o que o turista vai levar aqui de Belo Horizonte, no seu coração, vai ser essa recepção calorosa, humana, respeitosa, que os mineiros e os belo-horizontinos são capazes de dar”, disse. “Tenho certeza que nós vamos mostrar um evento de alegria, de força e de civilidade do Brasil”, acrescentou.

Apesar das recorrentes manifestações contra a realização do Mundial, a presidenta voltou a dizer que a Copa será uma festa e defendeu o direito de cada brasileiro de acompanhar e comemorar os resultados do Brasil na competição.

“Tenho certeza de que a Copa vai ser uma festa. E é fundamental que as pessoas, que são a maioria da população brasileira, tenham o direito de usufruir dessa grande festa que começa nesta semana que vem”. A abertura da Copa será na próxima quinta-feira (12), às 17h, na Arena Corinthians, na capital paulista.

Em Belo Horizonte, Dilma participou da cerimônia de inauguração do Centro de Controle de Operações do Tráfego, que auxiliará no controle do trânsito, e visitou uma estação do Bus Rapid Train (BRT) da capital próxima ao Estádio Mineirão. Segundo a presidenta, os investimentos nas obras foram acelerados por conta da Copa do Mundo e elas ficarão como legado para a cidade após o fim da competição.

“A Copa teve esse papel de acelerar essas obras. Mas não foram feitas para o uso exclusivo na Copa. Quando o turista for embora dessa cidade, não vai levar na mala nem o estádio, nem a obras do BRT feitas pelo prefeito Márcio [Lacerda], não vai levar nada disso. Isso vai ficar de legado para a população”, afirmou.

Dilma também participou do anúncio de doação de 19 ambulâncias para expansão do Serviço Atendimento Médico de Urgência (Samu) de Minas Gerais. Os veículos reforçarão o atendimento em Belo Horizonte durante a Copa e, após o evento, serão distribuídos a outros municípios mineiros.

Tags: belo horizonte, brt, copa do mundo, Dilma Rousseff, futebol

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.