Jornal do Brasil

Sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

Esportes

Seleção encara novo protesto a caminho do Serra Dourada 

Portal Terra

Uma nova manifestação contrária à Copa do Mundo no Brasil dividiu espaço com a Seleção Brasileira nesta terça-feira, em Goiânia. Foi o segundo protesto do dia.

Enquanto o grupo do técnico Luiz Felipe Scolari se dirigia para o Estádio Serra Dourada, onde encara o Panamá em amistoso nesta terça-feira, protestos tomavam conta das ruas da capital goiana.

Na Praça Cívica Doutor Pedro Ludovico Teixeira, um ponto de atração no coração da cidade, manifestantes fecharam um dos anéis.

Protestos contra a Copa tomam conta das ruas de Goiânia
Protestos contra a Copa tomam conta das ruas de Goiânia

O grupo era formado principalmente por professores da rede municipal de ensino, militantes estudantis e servidores da Universidade Federal de Goiás (UFG).

A manifestação, segundo eles, não era contra a Seleção Brasileira, mas contra o “circo montado para a Copa”. “Não somos contra a Seleção, somos contra a corrupção”, bradavam os integrantes do protesto.

Os principais alvos eram a presidente Dilma Rousseff, o governador Marconi Perillo e o prefeito Paulo Garcia.

O amistoso entre Brasil e Panamá acontece nesta terça-feira, às 16h (de Brasília), no Estádio Serra Dourada. Será o penúltimo jogo do time de Felipão antes da estreia no Mundial, diante da Croácia.

Tags: capital, Goiás, manifestações, professores, ruas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.