Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Julho de 2014

Esportes

Neymar nega pressão na Copa: "não tem como, vou me divertir"

Portal Terra

Ser o camisa 10 da Seleção Brasileira em uma Copa do Mundo dentro de casa. É isto o que aguarda Neymar entre os próximos dias 12 de junho e 13 de julho. Em caso de título, o jovem de 22 anos sairá dos campos nacionais direto para os livros de história. Se o Brasil não erguer a taça, porém, a repercussão será tão grande quanto, mas para o lado negativo. Apesar disto, o craque do Barcelona se nega a pensar em pressão. Em entrevista à TV Globo, a maior esperança verde e a amarela para o Mundial disse que entrará em campo pensando apenas em “se divertir”.

“Eu estou bem tranquilo. Pressão existe, é normal no futebol, mas quando se trata de um sonho que você tem desde criança, ela desaparece. É só entrar em campo e jogar bola. Mostrar o que sabe. A partir do momento que você coloca que o que vai acontecer é um sonho, então porque vai pensar em pressão, nervosismo? Não tem como. Eu vou me divertir”, garantiu Neymar.

Seguindo esta mesma linha, o atacante contou que, desde pequeno, foca no que pode acontecer no dia 13 de julho deste ano, no Maracanã. Contribuíram para isto os feitos de outros dois craques que vestiram verde e amarelo e inspiram Neymar até hoje.

“Quando eu tinha três, quatro anos, pensei: eu quero jogar uma Copa do Mundo, quero ganhar. Tudo dia eu sonho com isto, à todo momento, toda hora. Eu vi o Ronaldo sendo campeão, o Romário também, então eu pensei: pô eu também quero ser campeão”, revelou.

Neymar ainda falou sobre o que espera da torcida brasileira durante a Copa do Mundo. A Seleção não fatura o Mundial há 12 anos e, na única vez que disputou o principal torneio do planeta dentro de seus domínios, sofreu um grande baque: perdeu jogo decisivo para o Uruguai, em pleno estádio do Maracanã, podendo empatar para erguer a taça.

Questionado se esta pressão dos torcedores poderia prejudicar a Seleção, ele preferiu se esquivar. “Não sei se pode atrapalhar. Mas entusiasmar pode. Naquela final da Copa das Confederações contra a Espanha, o que aconteceu não tem como explicar. A partir do momento que eu vi a torcida cantando o hino com a gente, eu só falei: pô eu tenho que tenho que correr, tenho que dar alegria a estas pessoas. Então eu me matei naquele campo”, contou.

Por fim, Neymar revelou que já fez até uma provocação a Messi, que forma dupla de ataque com ele no Barcelona, mas pode enfrentá-lo com a seleção argentina no mata-mata da Copa do Mundo. “Eu já falei para ele: eu te desejo toda a sorte do mundo, que você chegue à final, mas que perca para o Brasil”, disse, antes de explicitar a reação do camisa 10 azul-grená. “Ele dá risada e fala que isto não vai acontecer”, encerrou.

Tags: Copa, duelo, final, Messi, neymar

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.