Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

Esportes

Neymar admite que ano com Barça "não foi como imaginava"

Portal Terra

Contratado pelo Barcelona com status de “grande reforço da temporada” em julho de 2013, Neymar não teve o primeiro ano que imaginava no clube catalão. Foi isto, pelo menos, o que o próprio craque brasileiro admitiu em entrevista à TV Globo, neste domingo. De acordo com ele, porém, a temporada de debute no time de Camp Nou serviu como um aprendizado para o restante de sua carreira.

“Foi um ano de muito aprendizado, mas não foi como eu imaginava. Eu pensava que ia chegar, ganhar títulos e fazer mais gols, porque a gente sempre pensa positivo. Mas não é assim que funciona. Tem a adaptação. Mas foi um ano que eu pude aprender bastante”, disse Neymar, que, de fato, teve uma temporada muito diferente das que vinha acumulando pelo Santos.

Em 2013/14, o atacante brasileiro sofreu com lesões – uma no tornozelo, que o deixou um mês longe de campo, e outra no pé esquerdo, que o privou de disputar os últimos jogos da temporada – e balançou as redes poucas vezes. Foram apenas 17 gols em 40 jogos oficiais. Além disto, Neymar distribuiu 13 assistências, mas recebeu nove cartões amarelos.

O único título conquistado foi o menos importante: Supercopa da Espanha, diante do Atlético de Madrid, ainda no início do ano. Entretanto, foi dele o gol que garantiu a taça após empate por 1 a 1 em Madri e igualdade sem gols na Catalunha. Este desempenho modesto, de acordo com Neymar, entretanto, tem uma explicação: o período de adaptação.

“Eu cheguei ao vestiário com um pé atrás, porque todos os jogadores são meus ídolos. Eram atletas que eu parava em casa para assistir pela TV. Quando cheguei lá, olhava para o lado e via Iniesta, Xavi, Messi, Valdés, Puyol. Aí eu pensei: pô, eu estou dentro do videogame, não é possível, isso aqui não é verdade”, contou.

Aos poucos, contudo, Neymar foi se soltando. Prova disto é que, hoje, tornou-se um dos melhores amigos de Messi, por exemplo. “Ele é um cara que eu passei a admirar ainda mais jogando ao seu lado. Hoje, a gente já brinca, mantém um contato fora de campo. A gente conversa por telefone. Depois que você conhece a pessoa, vê que o que falam não é verdade. Ele está sempre brincando, treinando. É um cara espetacular”, elogiou, antes de defender o argentino das críticas.

A queda de rendimento do camisa 10 azul-grená foi apontada como a principal razão pela má temporada do time. O Barça foi apenas o vice-campeão espanhol, acabou eliminado nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa – conquistada pelo Real Madrid, principal rival catalão – e caiu exatamente para os merengues na final da Copa do Rei da Espanha.

Para Neymar, porém, Messi não tem nenhuma responsabilidade nos fracassos. “Cada um fala uma coisa. Mas você não pode avaliar isto de um Messi. Ele é o melhor jogador que eu já vi de perto. Eu nunca vi um cara com o dom que ele tem de futebol. Ele não foi um problema para nós. Muito pelo contrário. Ele, em campo, era a nossa solução”, decretou.

Tags: ano, barcelona, Brasileiro, difícil, lesões

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.