Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Esportes

Fifa registra mais de mil marcas para a Copa

Agência ANSA

A Fifa registrou 1.116 marcas junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) para a Copa do Mundo. A entidade quer evitar que palavras ligadas ao Mundial sejam utilizadas comercialmente por outras empresas e até mesmo pelo Governo brasileiro.   

Entre os verbetes, estão os termos que remetem diretamente ao evento como 2014 Fifa World Cup Brazil, Copa 2014, Copa do Mundo ou ainda termos mais "curiosos" como pagode. Segundo o diretor de marcas do INPI, Vinícius Bogéa Câmara, "o registro da Fifa nesse caso é delimitado por um escopo bem específico, de fonte tipográfica e não incorpora o uso em produtos e serviços", declarou ao portal G1.  

A Fifa pôde fazer essa quantidade de registros por ter fechado um pacote com o Instituto até dezembro de 2014. Com a Lei Geral da Copa, a entidade pode também "furar a fila" na análise das solicitações. A Lei deu poderes especiais à Fifa pela realização do Mundial no Brasil.   

Também é possível consultar no site da entidade um documento que explica todos os motivos que levaram a Fifa a pedir esses registros. Abaixo, uma lista com os termos protegidos de uso comercial solicitados pela entidade: 2014 Fifa World Cup Brazil; 2014 Fifa World Cup; FIFA World Cup; World Cup; 2014 World Cup; World Cup 2014; Brazil 2014; 2014 Brazil; Brasil 2014; Football World Cup; Soccer World Cup; Copa 2014; Copa do Mundo; Mundial 2014; Mundial de Futebol Brasil 2014; Copa do Mundo 2014; Nomes das cidades-sede mais 2014.

Tags: copa do mundo, Fifa, palavras, proibição, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.