Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Esportes

Recife se prepara para evitar surtos e epidemias durante Mundial

Agência Brasil

Em meio às expectativas e celebrações com os jogos da Copa do Mundo, uma das maiores preocupações das autoridades em saúde, nas cidades-sedes, está voltada para os riscos de surtos e epidemias com a chegada de milhares de estrangeiros. Além dos alertas em relação à ocorrência de casos de dengue que, normalmente, aumentam com o início do verão, os governos passaram a se preocupar também com a gripe, o sarampo e a cólera que podem ser trazidos de outros países.

No Recife, o governo local decidiu repetir as ações preventivas adotadas na Copa das Confederações, em 2013. Segundo a secretaria Municipal de Saúde, o plano incluiu capacitação de médicos e outros profissionais, compra de equipamentos e materiais e a articulação com outros órgãos estaduais e federais.

A ideia foi repassar informações para garantir que as equipes de Vigilância em Saúde possam identificar o mais rápido possível casos dessas doenças. “Houve um investimento em insumos laboratoriais para coleta de exames, medicamentos usados para o controle de possíveis surtos e ações de vacinação. Um dos exemplos é a realização de campanhas de imunização entre taxistas, para prevenção do sarampo e da influenza”, destacou, em nota, o órgão.

De acordo com o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, o Centro de Informações Estratégicas e Respostas de Vigilância em Saúde (Cievs) vai funcionar durante 24 horas, inclusive nos finais de semana e feriados.

Além da prevenção, Correia acrescentou que durante os jogos na Arena Pernambuco e na transmissão das partidas que ocorrem em outras cidades, fica mantido o horário integral (24h) em cinco unidades municipais (Policlínicas Amaury Coutinho, Agamenon Magalhães, Policlínica e Maternidade Professor Barros Lima e Professor Arnaldo Marques e Hospital Pediátrico Helena Moura).

Outro serviço, batizado de “ambulatório do viajante”, será uma alternativa para os turistas que podem recorrer à unidade que funcionará nos dias úteis, das 7h às 13h, dentro da Policlínica Lessa de Andrade, sem precisar agendar consulta.

Os casos de violência contra mulher serão atendidos em três maternidades municipais: Professor Barros Lima, Professor Bandeira Filho e Professor Arnaldo Marques. Nas três unidades, o efetivo total é 150 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes sociais e profissionais bilíngues nas unidades de Pronto-Atendimento (UPAs).

Nas proximidades da Arena Pernambuco, onde estão previstas as partidas entre Costa do Marfim e Japão (14 de junho) e Itália e Costa Rica (20 de junho), será montada uma unidade avançada de saúde, reunindo equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Exército, dos bombeiros e médicos e enfermeiros da rede estadual.

As pessoas levadas até o local serão identificadas e classificadas por grau de risco. A unidade terá dez leitos, divididos por gravidade do caso. Um deles é destinado às situações que os profissionais definirem como área vermelha, quando é feita estabilização de pacientes, para atendimento imediato dos doentes mais graves, procedimentos especiais invasivos.

Ainda existem mais quatro leitos da área amarela, para pacientes estabilizados que ainda precisam de cuidados especiais e os pacientes em estado críticos ou semicríticos que aguardam remoção, e quatro leitos de área verde, que funcionam como salas de observação com suporte e nebulização. “A caracterização do espaço por cores é para dar maior agilidade ao atendimento”, informou a secretaria.

As equipes terão, pelo menos, três médicos, quatro enfermeiros, nove técnicos de enfermagem, funcionários para a recepção e limpeza e quatro motoristas para as ambulâncias de apoio à unidade em cada plantão e mais quatro ambulâncias de suporte básico e avançado.

O funcionamento da unidade voltará a ser ativado no dia 23, durante o jogo entre Croácia e México, e nas disputas dos dias 26 (Alemanha e Estados Unidos) e 29 de junho, quando ocorre uma das partidas das oitavas de final do Mundial.

Tags: cólera, gripe, Recife, sarampo, secretaria municipal de saúde, surtos epidemias

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.