Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

Esportes

Atlético-MG vira sobre reservas do Cruzeiro e vence a 1ª

Portal Terra

A tarde deste domingo (11) parecia perfeita para o Atlético-MG se afundar ainda mais na crise. Diante dos reservas do Cruzeiro, o time alvinegro foi ao intervalo com desvantagem no placar e Diego Tardelli reclamando de dores. Voltou dele sem o atacante, mas com outra atitude. Assim, com gols de Marion – substituto do atacante titular – e André, de pênalti, virou sobre a equipe celeste, venceu por 2 a 1 e segue sem perder para o maior rival no Independência desde a reabertura do estádio – são quatro vitórias e três empates em sete jogos.

O triunfo deste domingo foi também o primeiro do Atlético-MG sob o comando de Levir Culpi e na atual edição do Campeonato Brasileiro, que agora vê o time alvinegro ocupar a 14ª colocação com quatro pontos. O Cruzeiro, por sua vez, foi derrotado pela primeira vez na competição, estacionou nos sete tentos e caiu para o 4º posto. No próximo sábado, às 18h30 (de Brasília), a equipe celeste recebe o Coritiba – três dias depois de enfrentar o San Lorenzo, às 22h, pela Libertadores-, enquanto o Atlético-MG visita o Santos, domingo, às 18h30.

De olho na partida de volta das quartas de final da Copa Libertadores da América, na próxima quarta-feira, diante dos argentinos do San Lorenzo, o treinador Marcelo Oliveira escalou o Cruzeiro com o time reserva. Da equipe titular, apenas o goleiro Fábio foi mandado a campo. Por sua vez, o Atlético-MG de Levir Culpi jogou com o que de melhor tinha à disposição. Os desfalques, já conhecidos antes da partida, foram Ronaldinho, Jô, Marcos Rocha e Guilherme. Quando a bola rolou, porém, o equilíbrio se estabeleceu no campo de jogo.

O Atlético tinha mais posse de bola, mas não conseguia animar os (poucos) torcedores presentes no Independência. O Cruzeiro, por sua vez, levava mais perigo nos contra-ataques. Aos 35min, Marlone cruzou da direita, Marcelo Moreno cabeceou com força, e Victor fez boa defesa em dois tempos. No lance seguinte, porém, o atacante balançou as redes. Aos 37min, Souza avançou com espaço na grande área, bateu cruzado e, no rebote de Victor, o boliviano apenas empurrou para o gol vazio. Antes do intervalo, ainda deu tempo para o Atlético-MG assustar em chegadas de Diego Tardelli e Otamendi.

Na volta para o segundo tempo, Levir Culpi mexeu no seu time. Ele sacou Diego Tardelli – que foi para os vestiários reclamando de dores na coxa – e Edcarlos, para colocar Marion e Carlos, respectivamente. As mudanças surtiram efeito e, logo aos 9min, Marion empatou o jogo. Alex Silva levantou bola na área e, após bate rebate, o atacante se antecipou a Fábio para apenas cutucar ao fundo das redes. Na sequência, o Cruzeiro reclamou de pênalti em um lance no qual Otamendi desarmou Luan com um carrinho, e a bola tocou na mão do zagueiro. O árbitro Héber Roberto Lopes, porém, nada marcou.

Marcaria somente aos 26min, mas do outro lado do campo. Ele viu um puxão de Léo em Leonardo Silva, assinalou o pênalti e depois apontou o centro de campo quando André converteu no meio do gol de Fábio. Após isto, Heber Roberto Lopes ainda expulsou Luan, que acertou cotovelada em Leandro Donizete. Com um a menos, o Cruzeiro só assustou no fim, em chute de Alisson que foi afastado em cima da linha por Otamendi. Depois, a equipe celeste apenas se preocupou em reclamar com o árbitro e com a bela bandeirinha Fernanda Colombo Uliana, que cometeu erro grave ao assinalar impedimento de Alisson, que sairia cara a cara com Victor no fim. Marcelo Moreno ainda chegou a ser expulso depois do apito derradeiro.

Tags: Atlético, cruzeiro, futebol, jogo, resultado

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.