Jornal do Brasil

Sexta-feira, 22 de Agosto de 2014

Esportes

Aidar: CBF vai reverter liminar e Lusa será punida com rigor

Portal Terra

Advogado da CBF, o presidente são-paulino Carlos Miguel Aidar disse em entrevista ao Terra que confia em rápida reviravolta para a entidade na ação movida por Renato Azevedo. Torcedor da Portuguesa, ele obteve liminar que determina o retorno da equipe à elite do Campeonato Brasileiro. Por conta disso, a direção do clube paulista determinou a saída de seus jogadores do campo de jogo contra o Joinville, na noite de sexta-feira, pela abertura da Série B. 

"Isso vai ser resolvido. O plantão judiciário já foi acionado por nossos advogados. Se não for hoje, será na próxima terça-feira", confiou Aidar, com sinais de indignação sobre a conduta da Portuguesa no caso. 

"A Portuguesa agiu de muita má fé. Não tinha oficial de justiça algum (em Joinville). O delegado (da partida) recebeu a cópia da liminar das mãos do filho do Ilídio Lico (presidente) e mandou parar o jogo. Houve má fé da Portuguesa e do Ilídio", acusou o presidente do São Paulo e também advogado da CBF. Ele prevê rigor do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) no caso. 

"Conversei com todas as pessoas envolvidas ontem à noite e o tribunal (STJD) vai punir isso muito pesadamente. A Portuguesa errou feio e vai pagar um preço muito alto", declarou Aidar. 

Questionado sobre um possível conflito de interesses entre presidir o São Paulo e defender a CBF na justiça, Carlos Miguel Aidar negou. "Contra torcedores, Ministério Público, associação de consumidores, não tem problema em atuar. Quando for a Portuguesa diretamente, não vou fazer. Nos outros, vamos atuar sem problema algum". 

Tags: Campeonato Brasileiro, carlos miguel aidar, cbf, Portuguesa, renato azevedo, são paulo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.