Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Esportes

No Maracanã, Flamengo perde para o León e se despede da Libertadores

Portal Terra

O Flamengo voltou a viver um drama digno de “Maracanazo” na noite desta quarta-feira. Com o mítico estádio carioca lotado e pintado de rubro-negro por 60.451 pessoas, a equipe deu novo vexame ao perder para o León, do México, por 3 a 2 e confirmar o adeus à Libertadores de 2014 já na fase de grupos – o time do técnico Jayme de Almeida precisava apenas da vitória simples para avançar.

A eliminação flamenguista relembrou aos torcedores os vexames recentes do time rubro-negro no estádio preferido dos cariocas. Entre os mais marcantes, estão derrotas para o Santo André na final da Copa do Brasil de 2004, vitória que não bastou para reverter vantagem do Defensor em 2007 e a histórica queda para o América-MEX liderado por Cabañas em 2008. Foi, ainda, a terceira eliminação flamenguista na fase de grupos em edições recentes da Libertadores - já havia caído em 2002 e 2012. 

A rodada final, com vitória do Bolívar por 2 a 1 sobre o Emelec, deixou o Grupo 7 da Libertadores com o time boliviano na primeira colocação, com 11 pontos. O León, segundo colocado com 10, também avançou - a equipe brasileira terminou sua participação em terceiro com sete pontos, enquanto os equatorianos ficaram com seis. 

No Maracanã, o Flamengo começou assustando o León com Alecsandro logo aos 6min, mas a festa da torcida rubro-negra que lotou o estádio começou a ganhar ares de drama aos 21min, quando Arizala desviou de cabeça de falta e venceu o goleiro Felipe. O gol levou ao Maracanã um momento de silêncio até então não visto e assustou o Flamengo, que passou a errar bolas fáceis e dar contra-ataques ao adversário.

Mesmo com o susto, o time rubro-negro devolveu na mesma moeda para os mexicanos aos 30min. De lateral para lateral, Léo Moura ergueu falta pela direita e André Santos, aproveitando saída errada do goleiro adversário, cabeceou para deixar tudo empatado. O Léon, no entanto, não se assustou com a festa do Maracanã pelo gol e no minuto seguinte Mauro Boselli subiu mais que a zaga flamenguista para voltar a deixar a equipe do México na frente.

Novamente, contudo, a vantagem durou pouco tempo. Aos 34min, Paulinho cruzou para Alecsandro, desengonçado, concluir para o gol – o centroavante ainda contou com desvio na defesa adversária. O Flamengo, apoiado pela torcida, pressionou até o intervalo, mas não conseguiu ir para o segundo tempo com a necessária vitória no placar,

A partida voltou frenética para os últimos 45 minutos. O Flamengo partiu em velocidade para o ataque em busca do terceiro gol, mas o León mostrava ainda mais perigo com a rapidez para os contra-ataques. A primeira chance da etapa final foi rubro-negra, com chute colocado de Paulinho que passou rente ao poste mexicano aos 9min.

O time rubro-negro manteve a pressão, mas a desorganização, já evidente desde o início da partida, cresceu com a proximidade do final do confronto. O León assustava mais Felipe do que os rubro-negros incomodavam em pontadas ofensivas e confirmou a classificação com Rodríguez aos 39min. Foi o bastante para os torcedores se revoltarem e soltarem gritos de "sem vergonha". 

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO-BRA 2 X 3 LEÓN-MEX

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro-RJ

Data: 9 de abril de 2014 (quarta-feira)

Horário: 19h45 (de Brasília)

Árbitro: Diego Abal (Argentina)

Assistentes: Gustavo Rossi (Argentina) e Ivan Nuñez (Argentina)

Cartão Amarelo: André Santos, Amaral (Flamengo); Rafa Marquez, González, Montes, Boselli (León)

Gols:

FLAMENGO: André Santos, aos 29 minutos e Alecsandro, aos 34 minutos do primeiro tempo

LEÓN: Arizala, aos 21 minutos e Boselli, aos 30 minutos do primeiro tempo; Peña, aos 39 minutos do segundo tempo

FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura, Wallace, Samir e André Santos (Negueba); Amaral, Muralha, Elano (Gabriel) e Everton; Paulinho (Nixon) e Alecsandro

Técnico: Jayme de Almeida

LEÓN-MEX: Yarbrough, Magallón, Rafa Marquez, González e Hernández (Pineda); Vazquez, Peña, Montes e Elias; Boselli e Arizala (Luis Delgado)

Técnico: Gustavo Matosas

Tags: Flamengo, futebol, libertadores, maracanã, rubro-negro

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.