Jornal do Brasil

Sábado, 22 de Novembro de 2014

Esportes

Cruzeiro atropela Garcilaso no 1º tempo e se classifica

Portal Terra

Apesar da pressão, do retrospecto ruim na competição e da possibilidade de depender de combinação de resultados, o Cruzeiro fez exatamente o necessário para avançar sem sustos às oitavas de final da Copa Libertadores. Na noite desta quarta-feira, no Mineirão, o time celeste fez 3 a 0 no Real Garcilaso, do Peru, ainda no primeiro tempo, resultado que o confirmou no rol dos classificados para a fase de mata-mata do campeonato.

Assim, o Cruzeiro encerra a primeira fase com três vitórias conquistadas, duas contra o Real Garcilaso e uma sobre a Universidad de Chile. Com dez pontos ganhos, avança como segundo colocado do Grupo 5, atrás do Defensor Sporting, do Uruguai, que empatou por 1 a 1 contra a La U e ficou com a liderança e 11 pontos. Os chilenos, com dez, caíram justamente por conta do saldo de gols dos mineiros.

Ciente da necessidade da grande diferença de gols a ser alcançada, o Cruzeiro se atirou no campo ofensivo desde o primeiro minuto de jogo, aproveitando a falta de interesse do adversário. Já eliminado, o Garcilaso viajou a Minas Gerais com apenas 16 jogadores e ainda perdeu a conexão entre São Paulo e Belo Horizonte, o que o fez chegar à capital mineira na tarde da terça-feira.

Assim, o Cruzeiro balançou a rede cinco vezes no primeiro tempo, embora as duas primeiras tenham sido anuladas pela arbitragem? Ricardo Goulart, aos 6min, por impedimento, e Dedé, aos 12min, por falta de ataque. Aos 23min, Mayke cruzou da direita, e Ricardo Goulart cabeceou firme para finalmente inaugurar o marcador a favor do dono da casa.

O anfitrião, então, não demorou a buscar o resultado necessário para a classificação. Pouco depois, aos 27min, Everton Ribeiro cobrou escanteio para Bruno Rodrigo fazer o segundo, de cabeça. Aos 42min, Ricardo Goulart fez jogada pelo meio e deixou para Julio Baptista tocar na saída do goleiro Juan Pretel, aumentando para 3 a 0 o marcador. Antes do intervalo, a missão estava parcialmente cumprida.

No segundo tempo, o Cruzeiro manteve o domínio, mas inevitavelmente diminuiu o ritmo. Mesmo assim, criou boas chances e voltou a ter gol anulado: aos 25min, linda troca de passes terminou com Dagoberto, impedido, tocando de lado para Everton Ribeiro completar para o gol vazio, mas o assistente indicou a irregularidade.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 3 X 0 REAL GARCILASO-PER

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data: 09 de abril de 2014, quarta-feira

Horário: 22 horas (de Brasília)

Árbitro: Adrian Velez (COL)

Assistentes: Wilson Berrio e Rafael Rivas (ambos da Colômbia)

Cartões amarelos: Egídio (Cruzeiro); Huerta, Herrera, Santillán, Lojas (Real Garcilaso)

GOLS:

CRUZEIRO: Ricardo Goulart, aos 23, Bruno Rodrigo, aos 26 e Júlio Baptista, aos 41 minutos do primeiro tempo

CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Bruno Rodrigo, Dedé e Egídio; Lucas Silvas, Henrique, Ricardo Goulart (Elber) e Everton Ribeiro (Alisson); Dagoberto (Borges) e Júlio Baptista

Técnico: Marcelo Oliveira

REAL GARCILASO-PER: Pretel; Maulella, Huerta (Lojas), Brítez e García (Flores); Herrera, Retamoso, Ortiz e Santillán; Ramúa (Gonzalez) e Ramón Rodríguez

Técnico: Freddy Garcia

Tags: Disputa, futebol, jogo, libertadores, raposa

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.