Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

Esportes

Atletas australianos participam de campanha contra homofobia

Agência ANSA

Pela primeira vez, dirigentes das cinco maiores ligas da Austrália estão empenhados em libertar o esporte profissional da homofobia. Entre os que participam da campanha, estão Alessandro Del Piero, que atualmente joga pelo Sydney FC, o ex-jogador australiano Harry Kewell (considerado o melhor jogador da história do país), os jogadores de rúgbi David Pocock e Paul Gallen e os atletas do críquete Mitchell Johnson e Ryan Harris.    

"Se você pode correr, pode correr. Se pode remar, pode remar. Se uma pessoa é homossexual ou heterossexual não deve importar no esporte. A capacidade, a bravura e o esforço são o que importa. Se pode jogar, pode jogar", diz o vídeo da campanha.

As União Australiana de Rúgbi, a Liga Nacional de Rúgbi, a União Australiana de Futebol, a Federação de Futebol da Austrália e a Cricket Austrália ressaltam a importância de suprimir a discriminação baseada em uma orientação sexual com uma política de inclusão. 

Os dirigentes concordaram em criar a estrutura necessária para o início da Copa Bingham, o primeiro campeonato mundial de rúgbi voltado para o público gay. O torneio começa no dia 27 de agosto, em Sidney.    

O ministro dos Esportes australiano, Peter Dutton, confirmou o apoio do governo à iniciativa, dizendo que "está orgulhoso em ver o esporte australiano no papel de liderança no empenho pela diversidade e pela inclusão". Já o presidente da Comissão de Direitos Humanos, Tim Wilson, ressaltou que "os códigos de conduta são vitais para reforçar a lei e promover trocas culturais para combater a homofobia e fazer com que o ambiente esportivo seja mais inclusivo". 

O presidente da organização You Can Play, Patrick Burke, declarou sua felicidade ao ver a iniciativa australiana. "O esporte é algo que a humanidade abraça em todo o mundo, por isso esse é um marco histórico, com todos os maiores esportistas profissionais da Austrália empenhados em introduzir medidas para eliminar a homofobia e acolher os atletas gays.    Estamos confiantes que as organizações esportivas ao redor do mundo seguirão com atenção o trabalho que se desenvolve agora no país", declarou Burke.

Tags: austrália, campanha, esporte, futebol, gay

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.