Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Esportes

Atletas australianos participam de campanha contra homofobia

Agência ANSA

Pela primeira vez, dirigentes das cinco maiores ligas da Austrália estão empenhados em libertar o esporte profissional da homofobia. Entre os que participam da campanha, estão Alessandro Del Piero, que atualmente joga pelo Sydney FC, o ex-jogador australiano Harry Kewell (considerado o melhor jogador da história do país), os jogadores de rúgbi David Pocock e Paul Gallen e os atletas do críquete Mitchell Johnson e Ryan Harris.    

"Se você pode correr, pode correr. Se pode remar, pode remar. Se uma pessoa é homossexual ou heterossexual não deve importar no esporte. A capacidade, a bravura e o esforço são o que importa. Se pode jogar, pode jogar", diz o vídeo da campanha.

As União Australiana de Rúgbi, a Liga Nacional de Rúgbi, a União Australiana de Futebol, a Federação de Futebol da Austrália e a Cricket Austrália ressaltam a importância de suprimir a discriminação baseada em uma orientação sexual com uma política de inclusão. 

Os dirigentes concordaram em criar a estrutura necessária para o início da Copa Bingham, o primeiro campeonato mundial de rúgbi voltado para o público gay. O torneio começa no dia 27 de agosto, em Sidney.    

O ministro dos Esportes australiano, Peter Dutton, confirmou o apoio do governo à iniciativa, dizendo que "está orgulhoso em ver o esporte australiano no papel de liderança no empenho pela diversidade e pela inclusão". Já o presidente da Comissão de Direitos Humanos, Tim Wilson, ressaltou que "os códigos de conduta são vitais para reforçar a lei e promover trocas culturais para combater a homofobia e fazer com que o ambiente esportivo seja mais inclusivo". 

O presidente da organização You Can Play, Patrick Burke, declarou sua felicidade ao ver a iniciativa australiana. "O esporte é algo que a humanidade abraça em todo o mundo, por isso esse é um marco histórico, com todos os maiores esportistas profissionais da Austrália empenhados em introduzir medidas para eliminar a homofobia e acolher os atletas gays.    Estamos confiantes que as organizações esportivas ao redor do mundo seguirão com atenção o trabalho que se desenvolve agora no país", declarou Burke.

Tags: austrália, campanha, esporte, futebol, gay

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.