Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Setembro de 2014

Esportes

Massa lamenta safety car e reclama de manobra de Vettel

Portal Terra

Sétimo lugar no Grande Prêmio do Bahrein, o brasileiro Felipe Massa lamentou a entrada do safety car por quase 10 voltas após a capotagem impressionante do carro de Esteban Gutierrez, da Sauber, após o piloto mexicano ser tocado pela roda do carro do venezuelano Pastor Maldonado, da Lotus. 

Massa, assim como seu companheiro de Williams, Valtteri Bottas, tinha entrado pouco antes nos boxes para trocar os pneus e perdido cinco posições com a parada, ficando atrás dos carros da  Force India e da Red Bull, além do monoposto de Jenson Button, da McLaren. Com a presença do safety car, os pilotos da frente conseguiram poupar os pneus e não precisaram entrar mais nos boxes. Com o reinício da corrida faltando 10 voltas, Massa e Bottas ultrapassaram Button, porém não tiveram forças para roubar mais posições, terminando na sétima e oitava colocações, respectivamente.

"O safety car não foi um bom negócio para a nossa estratégia, sem dúvida atrapalhou. A Red Bull tinha menos pneu, mas tração melhor. Foi uma pena, a corrida poderia ter sido melhor. O ritmo era bom, brigando de frente com a Force India. (O pneu) poderia ter durado mais e a posição (seria) melhor. Uma pena". 

Massa ainda tentou, durante as voltas finais, ultrapassar o tetracampeão Sebastian Vettel, mas quando estava próximo do feito o alemão deu uma fechada, obrigando Massa a sair da pista em um dos momentos da disputa. Após a corrida, o brasileiro criticou a postura do piloto da Red Bull durante a manobra. "Ele jogou um pouco demais o carro para cima de mim. Não sei, vamos olhar. Achei agressivo demais e teremos que olhar de fora para ver o que aconteceu".

Tags: corrida, F1, felipe massa, force india, GP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.