Jornal do Brasil

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

Esportes

Depois de fatídico 2007, Autuori volta à final no Mineiro

Portal Terra

E o técnico Paulo Autuori tem pela frente mais uma final de Campeonato Mineiro. Atlético-MG e Cruzeiro entram em campo na tarde deste domingo, no Independência, às 16h (de Brasília), pela primeira partida decisiva, mas este jogo deve deixar o treinador atleticano de cabeça quente. A última vez que ele participou deste confronto em uma final foi em 2007 e a situação não ficou a seu favor.

Autuori comandava o Cruzeiro. Na época, seu clube foi o melhor da primeira fase do Campeonato Mineiro, terminando a primeira etapa da competição disparado na liderança, com 25 pontos, enquanto o Atlético-MG, segundo colocado, contava apenas 20.

Nas semifinais os celestes bateram de frente com o Tupi. O Cruzeiro empatou o primeiro jogo em Juiz de Fora, mas não tomou conhecimento da equipe interiorana no Mineirão e aplicou uma goleada de 4 a 0.

Em seguida, o time de Paulo Autuori encarou o Atlético-MG. O Cruzeiro era o favorito na ocasião, por ser primeiro colocado, por ter melhor campanha e ainda jogar por dois resultados iguais. Mas o que se viu em campo foi amplo domínio atleticano. A primeira partida terminou com 4 a 0 vexatório para os celestes e a demissão do treinador ainda no vestiário.

A final deste domingo, porém, não deverá mudar o rumo da vida de Autuori no Atlético-MG, como ocorreu no Cruzeiro em anos atrás. Embora seja importante conquistar títulos, o treinador vem consolidando seu trabalho a cada dia dentro do clube alvinegro.

Com muita cautela, o nome de Paulo Autuori que chegou criticado a Belo Horizonte, inclusive por conta de seu histórico com os celestes e os últimos trabalhos no futebol, vem ganhando força. O técnico aos poucos conquista a confiança dos torcedores alvinegros e os gritos de “burro”, voltados contra ele já não são mais ouvidos. O treinador já colocou seu estilo de jogo na equipe e os frutos do trabalho começam a ser colhidos: o Atlético-MG está classificado para a próxima fase da Copa Libertadores e disputa a final do estadual.

Além disso, o técnico conseguiu ultrapassar o aclamado Cuca em invencibilidade: o antigo treinador atleticano chegou a ter 13 jogos sem perder. Já Autuori alcançou 15 confrontos sendo imbatível – contando jogos do Campeonato Mineiro e Copa Libertadores.

O zagueiro Leonardo Silva vê um Atlético-MG mais com a cara do Paulo Autuori e quer a vitória para conseguir o terceiro titulo mineiro seguido. “O time está marcando melhor, uma marcação mais setorizada, a gente trabalha para não dar contra-ataque. A gente busca ficar mais com a bola, temos que evoluir mais para ser o Atlético-MG que a gente deseja. Clássico não tem como prever nada, a gente vai usar o nosso mando de campo, fazer com que isso flua a nosso favor para que a gente possa vencer a partida, independentemente do placar”, finalizou.

Tags: Atlético, campeonato mineiro, libertadores, Minas Gerais, paulo autuori

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.