Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Esportes

Hamilton vence com dobradinha da Mercedes; Massa é sétimo

Portal Terra

Lewis Hamilton venceu com sobras o Grande Prêmio da Malásia de Fórmula 1, neste domingo, no Circuito de Sepang. Pole position da prova, o britânico praticamente não foi ameaçado durante toda a corrida e cruzou a linha de chegada à frente de seu companheiro, o alemão Nico Rosberg. Sebastian Vettel, em final de semana competitivo, completou o pódio com a terceira posição.

O brasileiro Felipe Massa, da Williams, cruzou a linha de chegada na sétima posição, à frente do companheiro de equipe, Valtter Bottas. Massa e o finlandês disputaram entre si a colocação nas últimas voltas, inclusive com orientações da equipe de que Bottas vinha mais rápido, mas o brasileiro segurou a posição até o fim, somando seus primeiros pontos no ano.

Logo atrás dos três primeiros, vieram Fernando Alonso (Ferrari), Nico Hulkenberg (Force India) e Jenson Button (McLaren). Kevin Magnussen (McLaren) e Daniil Kvyat (Toro Rosso) completaram as dez primeiras colocações.

Na largada, Vettel caiu do segundo para o quarto lugar, superado por Rosberg e Daniel Ricciardo. Mais atrás, Massa arrancou bem e saiu ganhando posições – depois de largar em 13º lugar no grid, terminou a primeira volta já em 10º. Na quarta volta, o brasileiro da Williams já apertava Kevin Magnussen para tentar conquistar o oitavo lugar. Bottas (10º), Gutierrez (11º) e Kvyat (12º) vinham colados atrás.

As primeiras voltas, no entanto, não foram tão positivas para outros pilotos. Pastor Maldonado (Lotus), que largou em 16º lugar, foi tocado por Jules Bianchi (Marussia), que saíra três posições atrás – ambos foram para os boxes. Na briga pela sétima posição, Magnussen tocou a asa dianteira no pneu traseiro direito de Kimi Raikkonen, que teve que ir para os boxes para fazer a troca.

Posteriormente, o dinamarquês não escapou de uma punição pelo toque em Raikkonen. Vettel conseguiu poucas voltas depois recuperar o terceiro lugar do companheiro. A partir da volta 14, os pilotos passaram a entrar nos boxes para as primeiras trocas previstas de pneus, e alguns passaram porsituações inusitadas – na Caterham, Kamui Kobayashi andou em oitavo e Marcus Ericsson chegou a segurar Kimi Raikkonen em briga pela 16ª posição.

Terminadas as paradas, Hamilton, Rosberg, Vettel, Ricciardo, Alonso, Hulkenberg, Button, Massa, Kvyat e Bottas compunham as dez primeiras colocações. Em meio a uma corrida discreta, com a hegemonia da dupla da Mercedes, quem se deu muito mal mesmo foi Ricciardo: na volta 42, o australiano foi para os boxes e acabou prejudicado por um erro da Red Bull. No retorno, foi punido por uma manobra perigosa, e ainda contou com um pneu furado por seu bico. Tudo isso em duas voltas, que o colocara em 16º.

Nas voltas finais, Massa pressionou Button para tentar conquistar o sexto lugar, mas não conseguiu. Pior: em sétimo, passou a ser pressionado por seu companheiro Valtteri Bottas. Em quarto, Hulkenberg não resistiu e foi superado por Alonso a três voltas do fim. Lá na frente, Hamilton e Rosberg, livres de ameaças, cruzavam a linha tranquilos.

Tags: Brasileiro, competição, corrida, F1, largada

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.