Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Esportes

José Aldo descarta confronto com Pitbull e pensa em Mendes

Portal Terra

José Aldo já lutou e defendeu com sucesso o cinturão dos penas do UFC neste ano, ao derrotar Ricardo Lamas no início de fevereiro. Neste sábado, em uma sessão de perguntas e respostas com fãs antes da pesagem oficial do UFC Fight Night: Shogun vs. Henderson 2, o brasileiro descartou um confronto com Patrício Pitbull, destaque dos penas do Bellator.

O entrave não é apenas o fato de Pitbull lutar por outra organização. Para encarar o campeão dos penas do UFC, ele precisaria lutar e obter bons resultados para se credenciar à disputa do cinturão.

"É muito difícil porque o Patrício é de outro evento, outra organização. Nossa organização tem outros atletas que estão credenciados, então primeiramente ele tinha que estar no nosso evento. Segundo: ele tinha que se credenciar até chegar a uma disputa de cinturão. Patrício é um grande lutador, um dos melhores do Brasil. O Rony Jason que está muito mais próximo de fazer uma luta no futuro do que  ele, pelo fato do Jason estar na minha categoria, um cara que vem crescendo e vencendo. É muito mais fácil acontecer a luta entre o Aldo e o Rony no futuro do que o Patrício", garantiu Aldo.

O campeão dos penas voltou a ser questionado pelos fãs posteriormente sobre quem será seu próximo adversário no UFC. Novamente, o brasileiro descartou um rival, que desta vez é o americano Anthony Pettis, dono do cinturão dos leves. No entanto, o amazonense pode encarar novamente um conhecido no octógono.

"A gente estava pensando em fazer a luta com o Pettis. Eu acho que todo mundo queria assistir essa luta, tanto os fãs, eu, ele. A organização também, mas a gente não pode fazê-la, então eu tenho que voltar a concentração para a minha categoria, que é o peso pena. O próximo que eu posso lutar é o Chad Mendes, com quem eu já lutei, mas eu tenho que chegar lá manter a humildade, pé no chão, treinar forte para vencer mais uma vez", declarou o brasileiro.

Desde a derrota para Aldo no UFC 148 em 2012, quando foi nocauteado com uma joelhada, Chad Mendes venceu cinco lutas seguidas e seu cartel de 17 combates no total só conta com aquele revés diante do brasileiro, que jamais perdeu desde que passou a lutar pela organização.

Enquanto o UFC não define o próximo adversário de José Aldo, 13 outros brasileiros entrarão no octógono neste domingo, no Ginásio Nélio Dias, que receberá o UFC Fight Night: Shogun vs. Henderson 2. Os portões serão abertos ao público às 14h30 (de Brasília), o card preliminar terá início às 17h e o principal às 20h.

Tags: brasileiros, card, lutas, principal, ufc

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.