Jornal do Brasil

Segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

Esportes

COI aponta avanços, mas cobra cumprimento de prazos para Olimpíadas

Agência Brasil

Apesar do atraso nas obras do Parque Olímpico de Deodoro, na zona oeste, que ainda não começaram, o Comitê Olímpico Internacional (COI) está satisfeito com o andamento das obras para os Jogos Olímpicos. A Comissão de Coordenação para os Jogos Rio 2016 do COI fez esta semana a sexta visita à cidade, que durou três dias.

A presidenta da comissão, Nawal El Moutawakel, disse que o COI ficou satisfeito com os avanços observados desde a última visita da comissão, em setembro de 2013, e da visita do presidente do COI, Thomas Bach, em fevereiro. No entanto, cobrou que os prazos sejam cumpridos. A comissão lembrou que os prazos de entrega de alguns dos locais para eventos-teste e para os Jogos Olímpicos têm sofrido atrasos e agora “não deixam margem para quaisquer derrapagens”. Porém, o COI diz que o risco de cada projeto e os prazos de trabalho foram esclarecidos e que “o senso de urgência necessário é compartilhado por todos”.

“Nós estamos muito felizes de ver os progressos no Parque Olímpico da Barra e tivemos a primeira oportunidade de visitar Deodoro. A área tem um grande potencial e estatisticamente tem o status certo para ser o Parque Olímpico adicional", disse.

O presidente do Comitê Organizador Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, lembrou que está marcada para a próxima quinta-feira (27) uma reunião “crucial” com a presidente Dilma Roussef, para definir as responsabilidades de cada nível de governo com os Jogos.

“Essas reuniões são permanentes, não é extraordinária. É uma reunião que tem ocorrido com a Casa Civil, o Ministério do Esporte, a prefeitura, o governo do estado e o Comitê Organizador, e lá são definidas algumas ações que têm que ser feitas por cada um deles que representa a matriz de responsabilidade. Não é uma questão exclusiva de definir os valores de cada uma, e sim de poder acompanhar o desenvolvimento que vem periodicamente dessas ações”.

A comissão disse ter confiança de que os três níveis de governo cumprirão com todas as obrigações acordadas e entregarão os equipamentos esportivos e obras de infraestrutura a tempo, bem como garantirão a segurança para a realização do evento e o uso seguro das águas da Baía de Guanabara, que não será totalmente despoluída até a competição.

Tags: 2016, atrasos, jogos, olímpicos, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.