Jornal do Brasil

Sábado, 29 de Novembro de 2014

Esportes

Cérebro de Bellini é doado para estudar traumas do futebol

Portal Terra

A mulher do ex-zagueiro Bellini, Giselda Bellini, anunciou durante o velório do jogador, realizado no salão nobre do São Paulo, que o cérebro do marido foi doado com a intenção de verificar se os impactos constantes que vivem jogadores de futebol causam danos e ajudam a provocar doenças como o Mal de Alzheimer. 

"Eu vejo o quanto meu marido foi querido, é querido e eu tenho uma coisa para revelar que esse amor que todos os brasileiros sentem por ele, eu acho que vai aumentar por um fator inédito", disse Giselda.

"O Bellini sofria do Mal de Alzheimer há 18 anos, mas teve uma vida bastante regular e social durante 10 anos. Há oito anos, realmente, é que ele começou a apresentar visivelmente os sintomas. Nós tivemos a sorte de ter dois grandes cirurgiões neurologistas acompanhando o caso dele e o doutor Ricardo Nitrini. Então nessa fase final, ele (doutor Ricardo) me perguntou se doaríamos o cérebro do Bellini para um estudo, visto que muitos atletas de vários esportes que levam impacto no cérebro vem apresentando esse mal ou alguma doença similar".

A mulher do capitão da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1958 declarou que aceitou fazer a doação para ajudar futuras gerações. "É claro que se é para ajudar os nossos netos e bisnetos, evitar essa doença, se for realmente constatado que esses impactos provocam uma lesão, a falta de memória pelo Alzheimer, então concordamos em doar".

Giselda explicou que o procedimento de retirada do cérebro aconteceu minutos depois de constatada a morte de Bellini. "Logo após a passagem dele, submeteu isso no Hospital das Clínicas, que é o grande centro de neurologia aqui no Brasil...Faço votos para que essa atitude possa contribuir para os estudos que virão para sanar esse mal, para ajudar pelo menos. Era isso que queria dizer porque ninguém sabia desse fato", completou.

Morte

Hilderaldo Luís Bellini, que também se sagrou campeão mundial com a Seleção em 1962, teve problemas devido ao Mal de Alzheimer e não resistiu. Bellini foi internado na noite de quarta-feira (19 de março), no Hospital Nove de Julho, em São Paulo, aos 83 anos de idade. 

No mês passado, após ficar hospitalizado por 60 dias, passou a receber acompanhamento médico em casa. O quadro da doença estava piorando gradativamente e, há cerca de três anos, o ex-zagueiro perdeu a fala. No fim do ano passado, por exemplo, o capitão da conquista de 58, na Suécia, havia sido internado, mas voltou a sentir os mesmos problemas agora. 

Tags: brasileira, capitão, cérebro, estudos, seleção

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.