Jornal do Brasil

Sábado, 26 de Julho de 2014

Esportes

Bruno Senna admite estar próximo de acerto com Fórmula E

Portal Terra

Bruno Senna deverá ser o segundo brasileiro a acertar para a disputa da temporada 2014/2015 da Fórmula E, categoria de monopostos elétricos chancelada pela FIA. Depois de Lucas di Grassi oficializar seu acordo com a equipe Audi, o sobrinho de Ayrton Senna está próximo de igualmente disputar a competição.

Piloto da equipe Aston Martin na temporada 2014 do Campeonato Mundial de Endurance (WEC), Bruno deverá competir pela mesma equipe em duas provas na mesma categoria. No entanto, deverá retornar aos monopostos para a disputa da nova Fórmula E.

“Eu faço duas corridas com a Aston, Spa (Bélgica) e 24 Horas de Le Mans. O programa principal deve ser a Fórmula E. A gente está em vias de finalizar as negociações. Estamos na briga lá, acho que vai ser a novidade”, disse Bruno.

O brasileiro se mostrou animado com a categoria, que terá dez etapas em circuitos de rua de China, Malásia, Brasil, Uruguai, Argentina, EUA, Mônaco, Alemanha e Reino Unido. “Vai ser interessante. É um monoposto um pouco diferente. Corrida de rua, tem tudo para ser um campeonato bem legal”, completou.

Bruno não mencionou por qual equipe deverá disputar a Fórmula E. O acerto pode sair até o final do primeiro semestre, já que a primeira corrida (Pequim) acontece apenas em 13 de setembro. Até lá, além de disputar as etapas de Spa-Francorchamps (3 de maio) e de Le Mans (14 de junho) do WEC, terá tempo para fazer o que ainda não fez com os monopostos elétricos: testar.

“O Lucas (di Grassi) já testou o carro, sabe como é. Ele diz que é bem diferente: você ouve o barulho do pneu, dos freios, a rolagem no chão, algumas pedra... Mais do que o motor do carro. Não tem marcha, é bem diferente mesmo”, disse Bruno Senna, admitindo que a adaptação ao som dos motores elétricos não vai ser fácil.

“Vai ser estranho, mas isso tem sempre soluções. Coloca barulho artificial no carro com alto-falante, fone de ouvido. Tem sempre soluções para isso. Não só para o piloto, mas para o publico também”, completou, sorridente

Tags: brasileiros, corridas, disputas, mundiais, pilotos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.