Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

Esportes

Romário cita crise no vôlei e sugere CPI do esporte olímpico

Portal Terra

O deputado federal Romário (PSB-RJ) discursou nesta quarta-feira na Câmara dos Deputados, em Brasília, e falou sobre a crise pela qual o vôlei vem passando desde que foram reveladas irregularidades na administração da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). O ex-jogador de futebol ainda pediu que a casa investigue não só esta entidade, mas também o Comitê Olímpico Brasileiro.

"Se isso ocorre no vôlei, premiadíssima modalidade, escola que se tornou referência no mundo, o que não está ocorrendo nas demais modalidades?", questionou Romário. "Sabemos que as confederações de tênis, taekwondo, canoagem e basquete também apresentam graves irregularidades, até agora não sabemos uma só ação do ministério do Esporte. Não seria oportunidade de essa casa também entrar na investigação?", sugeriu.

>> Denúncia de corrupção derruba presidente da CBV

>> Italianos destacam escândalo e queda de Ary Graça na CBV

As acusações sobre a CBV ocorreram por meio de reportagens da ESPN Brasil. De acordo com denúncias, empresas ligadas a ex-dirigentes da entidade recebiam comissão por contratos negociados diretamente com o Banco do Brasil durante a gestão de Ary Graça. Romário argumentou que, como os órgãos recebem fundos públicos, devem ser analisados de perto.

"Apesar da proximidade da Copa do Mundo, consulto os senhores sobre a possibilidade do esporte olímpico, ou seja do COB. Todas estão cobertas por verbas públicas. O fato é que não podemos fechar os olhos para a realidade", disse o deputado federal. 

Tags: comissão, Esportes, Fraudes, inquérito, olímpicos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.