Jornal do Brasil

Segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

Esportes

Testemunha no caso Pistorius diz que foi ameaçada

Agência ANSA

 Uma testemunha do julgamento do atleta paralímpico sul-africano Oscar Pistorius, afirmou no tribunal que foi ameaçada antes de prestar seu depoimento. Charl Johnson, que era vizinho de Pistorius na época do assassinato da namorada do atleta, Reeva Steenkamp, afirmou que recebeu um telefonema com a mensagem "para que mentir no tribunal? Sabemos que Oscar não matou Reeva". 

Johnson afirmou em seu depoimento que ouviu gritos e vários disparos na noite do homicídio. No primeiro dia do julgamento, o atleta de 27 anos reafirmou que é inocente e que atirou em Reeva porque a confundiu com um assaltante. Apesar de seu depoimento, a promotoria afirma que Pistorius matou a namorada em um momento de raiva. O julgamento do atleta deve durar mais três semanas. (ANSA)

Tags: africa do sul, julgamento, morte, namorada, Tribunal

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.