Jornal do Brasil

Sábado, 29 de Novembro de 2014

Esportes

Arthur Zanetti será o porta-bandeira do Brasil nos Jogos Sul-Americanos

Jornal do Brasil

Medalha de ouro nas argolas nos Jogos Olímpicos Londres 2012, e campeão mundial em 2013, na Bélgica, o ginasta Arthur Zanetti será o porta-bandeira da delegação brasileira na cerimônia de abertura da décima edição dos Jogos Sul-Americanos Santiago 2014, nesta sexta-feira, dia 7, às 22 horas (horário de Brasília). A competição marcará a primeira participação do Brasil no ciclo olímpico para os Jogos Olímpicos Rio 2016. 

O Brasil será representado por 481 atletas em Santiago. Zanetti buscará o bicampeonato na prova de argolas nos Jogos Sul-Americanos, já que conquistou a medalha de ouro em Medellín, na Colômbia, em 2010.  Sua estreia nesse aparelho será no dia 9. "Fiquei muito honrado e feliz em ter sido convidado para levar a bandeira do Brasil. É uma emoção legal estar representando o nosso país, mas só na hora mesmo é que poderei sentir esse peso", ressaltou o ginasta. 

Esta será a primeira competição do ano de Zanetti, que não se considera o favorito para conquistar a medalha de ouro em Santiago. "A expectativa é boa. Sabemos quais atletas irão competir, mas não sei direito a série que eles estão fazendo. A Argentina e o Chile devem ir bem, e a Colômbia, provavelmente, será nosso principal concorrente. Mas em nenhuma competição podemos nos considerar favoritos, porque podemos cometer um erro, cair, seja em uma competição nacional ou internacional", alertou. 

Além da prova nas argolas, o atleta também disputará no solo e no salto. Nos últimos Jogos Sul-Americanos, Zanetti não conseguiu chegar às finais. "Na Colômbia ajudei a equipe, que era o objetivo principal, agora estou buscando chegar às finais. Apesar de ser início de ano, e de não estarmos cem por cento, a preparação está boa. Estes Jogos Sul-Americanos servirão bastante para montar a melhor equipe para o Campeonato Mundial, em outubro, na China, já pensando nos Jogos Olímpicos de 2016", explicou o ginasta. 

Chefe da Missão brasileira, Bernard Rajzman destacou a importância da escolha por Zanetti. "Nada mais justa essa escolha porque ele representa o que há de mais valioso em termos de representatividade esportiva. É um medalhista de ouro olímpico, campeão mundial, e que merece muito por toda a sua história de vida e de superação", justificou. 

Já nesta sexta-feira, dia 7, antes mesmo da abertura dos Jogos, começarão as competições de natação, caratê e esqui náutico. Nos Jogos Sul-Americanos de 2010, o Brasil terminou na segunda posição na classificação geral, atrás da Colômbia. Os atletas brasileiros conquistaram 355 medalhas, sendo 133 de ouro, 119 de prata e 103 de bronze.

Tags: brasileira, chile, competições, delegação, santiago

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.