Jornal do Brasil

Quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

Esportes

Caso Neymar: político espanhol vê perseguição contra Barça

Portal Terra

Secretário de Estado para o esporte na Espanha, Miguel Cardenal publicou artigo em defesa do Barcelona no caso Neymar. O texto foi divulgado pelo diário El País e Cardenal disse acreditar que ninguém no clube possa ser acusado de desvio de recursos da transferência que já atingiu cifras próximas a 100 milhões de euros. O político disse que os barcelonistas podem "seguir igualmente orgulhosos". 

"Neste momento ninguém pensa que alguém vinculado ao Barcelona se apropriou de quantidade alguma. Também me consta a vontade de seus dirigentes de cumprir com a lei, como é tradição neste clube", afirmou Cardenal. O então presidente Sandro Rossell, porém, entregou o cargo recentemente com a alegação de que não gostaria de envolver o clube nas investigações da Justiça Espanhola. 

Cardenal lembrou que "a extraordinária repercussão midiática provocada pela identidade do clube, ao raro início de uma investigação em âmbito penal, fez com que muitos cidadãos se perguntassem se o Barça merece hoje o crédito que há umas semanas concediam como uma entidade exemplar". Para ele, continua sendo merecedor. 

"Podemos seguir igualmente orgulhosos de que o Barça é um clube nosso. À margem de que não exista condenação alguma em fase tão incipiente de um processo cuja evolução ninguém pode prever, o Barcelona tem motivos para sustentar a convicção de que atuava conforme a legalidade. Deu mostras repetidas e inequívocas de querer cumprir escrupulosamente suas obrigações, no caso de haver incorrido em um erro", minimizou. 

Tags: barcelona, crise, imprensa, justiça, político

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.