Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Esportes

Maior ídolo do Fla, Zico completa 61 anos nesta segunda-feira

Jornal do Brasil

Arthur Antunes Coimbra, o Zico, completa nesta segunda-feira (03) 61 anos de vida. Carioca de Quintino, chegou ao Flamengo em 1967, com 14 anos de idade, levado pelo radialista Celso Garcia. O Galinho jogou pelo clube de 1971 a 1983 e retornou em 1985, ficando até 1989. O eterno camisa 10 da Gávea é o segundo jogador que mais atuou com a camisa do Fla, com 732 jogos, atrás apenas do Maestro Júnior, com 875. 

Com 508 gols, marcados em dezenas de títulos conquistados, é o maior artilheiro da história do clube. O segundo colocado, Dida, que jogou de 1954 a 1963, fez 264: pouco mais da metade. Zico ultrapassou Dida em 1979, quando ainda tinha 26 anos. Além disso, ainda é o maior artilheiro da história do Maracanã, com 333 gols, sendo 301 deles pelo Flamengo. É dele também o recorde de gols em uma só partida no Maracanã: balançou a rede seis vezes na goleada por 7 a 1 sobre o Goytacaz, pelo Carioca (Especial) de 1979.

Desde o meio-dia de domingo (02.03), o eterno camisa 10 da Gávea recebe os parabéns de seus admiradores pelo Twitter, enquanto os torcedores ganham uma fotografia do Galinho, autografada e com dedicatória nominal. Quem quiser participar da ação ou colecionar mais fotos, só precisa enviar uma frase pelo Twitter, mencionando #ParabensZico. Os fãs também podem acompanhar o andamento da comemoração online pelo site www.flamengo.com.br/parabenszico.

Marcar gols foi, sem dúvida, uma das grandes qualidades do meia, que não se limitava ao papel de garçom dos atacantes e exímio cobrador de faltas. Foi ele o autor dos dois gols do título da Copa Libertadores, na vitória por 2 a 0 sobre o Cobreloa, do Chile.  Zico não marcou na final do Mundial de 1981, mas participou dos três gols da vitória por 3 a 0 sobre o Liverpool. Ele deu o passe para os dois tentos de Nunes e bateu a falta que resultou no gol de Adílio, que acertou no rebote. Zico foi o principal artilheiro da Copa Libertadores de 1981, com 11 gols, dos Campeonatos Brasileiros de 1980 (21 gols) e 1982 (21 gols), além dos Campeonatos Cariocas de 1975 (30 gols), 1977 (27), 1978 (19), 1979 (34), 1979 (26) e 1982 (21). 

Com tantos gols, Zico é o recordista de gols em uma só temporada pelo clube rubro-negro: em 1979 fez 81 gols. O Galinho também foi o único jogador da história do clube a disputar mais de uma Copa do Mundo como atleta do Flamengo, indo aos Mundiais de 1978, 1982 e 1986. A lista completa de títulos é extensa, encabeçada pelo Mundial Interclubes que o Zico foi buscar. 

O Galinho venceu a Copa Libertadores de 1981, quatro Campeonatos Brasileiros (1980, 1982, 1983 e 1987), sete Campeonatos Cariocas (1972, 1974, 1978, 1979-Especial, 1979-Estadual, 1981 e 1986), nove Taças Guanabara (1972, 1973, 1978, 1979, 1980, 1981, 1982, 1988 e 1989), duas Taças Rio (1978 e 1986), o 1º turno do Campeonato Carioca Especial de 1979, o 2º turno dos Campeonatos Cariocas Especial e Estadual de 1979, quatro terceiros turnos de Campeonato Carioca (1974, 1979, 1981 e 1987), dois Troféus Ramón de Carranza/ESP (1979 e 1980), um Torneio Cidade de Santander/ESP (1980), um Torneio Internacional de Nápoles/IA (1981), uma Copa Kirin/JAP (1988), uma Torneio Colombino/ESP (1988), um Torneio Internacional de Hamburgo/ALE, um Torneio Quadrangular de Goiás (1975), um de Jundiaí/SP (1975) e outro de Brasília (1976), além do Torneio Quadrangular de Cuiabá (1976).

Entre 1980 e 1983, o Flamengo foi campeão brasileiro três vezes: 1980, 82 e 83. Zico foi o principal artilheiro dos campeonatos de 1980 e 1982, ambos com 21 gols, além de marcar 17 gols na campanha de 1983. Em todas as conquistas do Brasileiro, Zico fez gols em jogos finais: um na finalíssima de 1980, com vitória de 3 a 2 do Fla sobre o Atlético-MG, no Maracanã; outro no penúltimo minuto, no jogo de ida das finais de 1982, na vitória sobre o Grêmio por 1 a 0, e mais um no primeiro minuto de jogo na decisão do Brasileiro de 1983, quando o Fla ganhou do Santos por 3 a 0 Santos, no Maracanã.

Campeão e artilheiro em todas as categorias de base do Flamengo, Zico estreou no time profissional em 1971, com 17 anos, já com vitória sobre o Vasco: 2 a 1, pela Taça Guanabara, no dia 29 de julho. Seu primeiro gol como profissional aconteceu ainda em 1971, no empate em 1 a 1 contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro, no dia 11 de agosto. Seu primeiro título como titular, herdando a camisa 10 de Doval, foi o Campeonato Carioca de 1974; deste ano até 1989, quando encerrou sua carreira no Fla, entrou para a história como a Era Zico. 

Site do Fla

Tags: aniversário, campeão, futebol, gávea, Zico

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.