Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Esportes

UFC: Lyoto e Jacaré vencem e reforçam "exército" brasileiro contra Weidman

Portal Terra

Está preparado um verdadeiro "exército" brasileiro no Ultimate Fighting Championship (UFC). Com as vitórias de Lyoto Machida e Ronaldo Jacaré, na madrugada deste domingo, em Jaraguá do Sul (SC), os atletas do País estão no topo da categoria peso médio, na qual o atual campeão é o americano Chris Weidman. Além dos dois, Vitor Belfort também está nesta divisão e será o primeiro a tentar roubar-lhe o cinturão. Depois, certamente Lyoto ou Jacaré terá a chance de disputar o título. Até o ano passado o principal atleta desta categoria era Anderson Silva, que está se recuperando de lesão.

Ex-campeão meio-pesado, Lyoto desceu recentemente de categoria e emendou duas vitórias seguidas em pouco tempo. Neste domingo, ele bateu o naturalizado holandês Gegard Mousasi em um confronto de poucas emoções. Antes disso, aconteceu a terceira vitória de Jacaré no UFC, sendo que já vinha de mais três triunfos no Strikeforce. Com grande domínio no jiu-jitsu, ele bateu Carmont, que vinha de seis vitórias seguidas e estava cheio de confiança.

Como era de se esperar, por ser um combate de lutadores cautelosos, a luta principal da noite teve um início bastante devagar. Machida e Mousasi se estudaram durante quase todo o primeiro round e só alguns chutes de Lyoto causaram efeito.

O brasileiro ameaçou acelerar o ritmo após o intervalo, mas logo manteve a postura de cautela, andando para trás e esperando o adversário atacar. Em um dos raros momentos que o brasileiro atacou, Mousasi segurou sua perna, acertou golpes, mas não conseguiu a queda. Foi o melhor momento do holandês até então.

Durante o terceiro assalto, Lyoto mostrou enfim estar à vontade na luta. Passou a se movimentar melhor, arriscar diversos chutes e assustar o adversário com um bom repertório de golpes, inclusive joelhadas e cotoveladas. Inclusive foi neste momento que ficou aberto o primeiro ferimento no rosto de Mousasi.

O holandês tentou mudar a estratégia no começo do quarto round, conseguiu derrubar Lyoto, mas rapidamente o brasileiro se levantou. E logo veio o troco: Machida conseguiu fazer seu adversário cair e por pouco não superou sua guarda. Porém, provando estar melhor no round, Mousasi fez uma "raspagem" para ficar por cima e controlar Lyoto. Quando o brasileiro reagiu nos últimos segundos, ainda sofreu um golpe ilegal, mas o juiz Mario Yamasaki não tirou ponto de Mousasi por isso.

Mais uma vez Lyoto tentou ser agressivo, agora no começo do quinto round, mas a tensão tomou conta do luta. Claramente os atletas tinham medo de atacar e receber contra-golpes. Quando Mousasi fez algo diferente, levou a pior, já que Lyoto evitou uma queda e ficou por cima. O brasileiro ainda se prendeu nas costas do holandês, buscou a finalização, mas esteve longe disso. E assim os juízes lhe deram a vitória por pontos, após decisão unânime.

Ronaldo Jacaré destrói confiança de Francis Carmont com jiu-jitsu

Logo no início, Jacaré usou um soco para se aproximar de Carmont, derrubá-lo e assim usar seu excelente jiu-jitsu. Preso nas costas do francês, o brasileiro esteve muito perto de aplicar um estrangulamento, mas Carmont aguentou no sufoco por quase trinta segundos.

Carmont só conseguiu se recuperar com o começo do segundo round, em que a luta ficou disputada em pé. O francês chegou a provocar o provocar o brasileiro, chamando-o para o combate em dois momentos diferentes, mas Jacaré manteve a concentração.

Carmont tentou voltar para o terceiro round mais agressivo, após uma conversa cheia de gritos com o ex-campeão Georges St-Pierre, que é seu companheiro de treinos. Mas outra vez Jacaré acertou o momento perfeito para derrubar o francês. Por cima, o brasileiro até passou a guarda do francês, que ficou encurralado na grade e quase foi finalizado novamente com um estrangulamento.

Salvo do perigo por causa do gongo, Carmont ainda levantou os braços para comemorar, como se tivesse vencido. Mas foi o brasileiro que festejou no octógono, inclusive como sua típica imitação de um jacaré. Em entrevista ainda no octógono, ele comentou que sofreu uma lesão no braço durante os treinamentos, mas conseguiu superar o problema para lutar e vencer neste domingo.

Tags: brasileiros, jacaré, lutas, machida, vitórias

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.